Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Julia Golldenzon Por Julia Golldenzon, estilista carioca

Confira 6 dicas para usar maquiagem com máscara

O foco agora é nos olhos

Por Julia Golldenzon Atualizado em 21 ago 2020, 18h37 - Publicado em 21 ago 2020, 12h49

A pandemia mudou muitos de nossos hábitos. Em pouco tempo a maquiagem começou a ser tratada como um elemento dispensável, diante do isolamento social e do home office. Em casa, o make se tornou básico do básico ou mesmo nulo. Mas como tudo está sendo ressignificado nos últimos meses, a beleza também passou por mudanças e voltou a ter importância. Se temos que usar mascaras para nos protegermos e protegermos o outro, vamos apostar no olhar.

Eu mesma, quando retomei os trabalho presenciais no ateliê, passei a usar rímel para os cílios diariamente, algo que antes não fazia. Maquiar os olhos passou a ser, de alguma maneira, uma forma de reforçar a expressão, já que os olhos agora precisam dizer ainda mais.

Para algumas pessoas, a maquiagem está atrelada a um hábito fútil, mas para a maioria das mulheres, make tem a ver com identidade, sonho, expressão. Usa quem quer, se diverte quem gosta. Um arsenal de cores e texturas que só as mulheres se sentem à vontade para usar.

Conversei sobre estas mudanças na make com a super maquiadora Alê Grochko, uma das mais requisitadas do mercado do Rio de Janeiro. Ela tinha 30 casamentos marcados que foram adiados em função da quarentena. Confira as 6 dicas de maquiagem com máscara da Alê:

1. Valorizar os olhos: É a bola da vez na maquiagem. Para um efeito mais natural, aposte em tons neutros, dois ou três tons acima do tom da pele. Para pele morena e negra, opte pelos tons quentes, todos aqueles que derivam do por do sol. E para pele clara, pode escolher também os tons rosados. Vale experimentar o blush como sombra, tanto o bronze quanto o rosado. Capriche na máscara para cílios.

2. Olheiras: Corrija bem as olheiras com tons de corretivos que se aproximam da pele, e tome cuidado com os pós em excesso nesta região. Opte pelo pó translúcido.

3. Pincéis: Se for possível, invista num kit com quatro pincéis: um para aplicar o produto, um para esfumar, um chanfrado e um neutro. É preciso higienizar com frequência e não compartilhar o pincel nem o produto. No caso de maquiadores profissionais, é preciso higienizá-los a cada cliente. E não se pode aplicar o pincel diretamente no produto para não correr risco de contaminação, por isso retire uma quantidade de produto e deposite num papel toalha para usar de maneira individual para cada cliente.

Continua após a publicidade

4. Pó para não manchar a máscara: Invista no pó solto translúcido para não transferir a maquiagem para a máscara. O pó sela a maquiagem, evitando que ela manche a mascara. Então, aplique a base ou o protetor solar com cor, o corretivo, o blush, o iluminador e só depois, para finalizar, o pó translúcido. O ideal é aplicar com uma esponja de tecido, daquelas mais antiguinhas, com movimentos circulares ou leves batidinhas. Dica de produto: Mini pó solto translúcido Laura Mercier (R$ 129,00 na Sephora).

5. Batom: A máscara botou o batom em segundo plano. Se quiser usar um batom forte, invista em um de longa duração, mas evite usar com muita frequência, pois ele resseca muito os lábios. Sempre que usar este tipo de batom, retire o produto depois e hidrate, e não se esqueça de esfoliar os lábios uma vez por semana. As máscaras mais armadas, que ficam distantes da boca, são as ideais para se usar com batom para não borrar. E se preferir não usar batom, aplique pelo menos um hidratante para dar um pouco de brilho e cor.

6. Blush e iluminador: Eles perderam um pouco espaço porque as máscaras vão até as têmporas. Aplique sem exagero.

Julia Golldenzon é estilista especializada em festas e noivas. Formada em Comunicação Social pela PUC-Rio, ela trabalhou em marcas como Farm e La Estampa e, desde 2013, tem um ateliê no Leblon, que leva seu nome.

 

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade