Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

A primeira apresentação de Talvez, de Caetano e Tom Veloso, gravação do ano no Grammy Latino

Primeira canção brasileira a vencer na categoria nas 22 edições do prêmio, música foi mostrada por pai e filho pela primeira vez em live no ano passado

Por Redação VEJA RIO Atualizado em 22 nov 2021, 19h28 - Publicado em 22 nov 2021, 19h26

“Talvez”, com Caetano e Tom Veloso, foi eleita a gravação do ano no Grammy Latino, primeira música brasileira a levar um prêmio na categoria nas 22 edições da cerimônia. A canção de Tom e Cézar Mendes foi apresentada por pai e filho pela primeira vez na live de 78 anos de Caetano, em 7 de agosto de 2020, em que ele cantou ao lado de Tom e seus irmãos.

+ Museu Nacional de Belas Artes recebe acervo de R$ 10 milhões apreendido na Lava Jato

A dupla derrotou os espanhóis Pablo Alborán e C.Tangana, o porto-riquenho Rauw Alejandro, o americano Marc Anthony e o colombiano Camilo, também indicados. A categoria é considerada uma das três principais, ao lado de canção e álbum ano, que também teve uma única vitória de artista brasileiro, com o disco Cantando Histórias, de Ivan Lins, em 2005.

+ Campeão do Mestre do Sabor assume a cozinha de cinco restaurantes no Rio

Esse também foi um dos únicos prêmios em categorias gerais concedidos a artistas brasileiros na premiação deste ano: o outro foi o de melhor álbum instrumental, vencido por Bachianinha, de Toquinho e Yamandu Costa.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade