Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Mulher acusa restaurante do Rio de racismo: ‘Serviam a todos, menos a mim’

'Deve ser um p... esperando um gringo', teria dito um garçom da Marius Degustare, na Avenida Atlântica, à cliente negra que reclamou do serviço

Por Da Redação 11 jan 2021, 12h29

Restaurante especializado em frutos do mar e com serviço de rodízio que é um dos mais caros do Rio – 250 reais por pessoa, mais 12% de serviço -, o Marius Degustare, na Avenida Atlântica, é acusado de discriminar, humilhar e expulsar do estabelecimento uma cliente negra. De acordo com o site Notícia Preta, uma mulher identificada como Regina Santos teria registrado queixa na 12ª DP (Copacabana) para denunciar o que aconteceu.

Elza Soares: ‘Bradesco de Copacabana não me quer como cliente’

Em suas redes, ela escreveu: “Estava no restaurante Marius Degustare esperando minha amiga e me senti humilhada. Serviam a todos, menos a mim. Perguntei o porquê de não estarem me servindo. Falei que era preconceito. Logo depois, veio um homem branco, de cabelo comprido, e pediu para eu me retirar. Eu falei que não, que direitos são iguais. Um funcionário dele falou: ‘deve ser uma puta esperando gringo’. Levantei chorando para pagar a cerveja longneck que consumi. Ele não quis aceitar e pediu ao segurança para me colocar para fora. Eu me senti um lixo. Foi preconceito, sim! Fui à delegacia prestei queixa contra eles”, escreveu Regina.

Atriz tem iPhone furtado dentro do Fashion Mall: ‘Distraí por 30 segundos’

No Instagram, a página do restaurante publicou a seguinte nota de esclarecimento: “O Marius Degustare tem 40 anos de serviços prestados no Rio e sempre prezou pela diversidade cultural, social e étnica. Nós repudiamos qualquer comportamento discriminatório e somos os maiores interessados em esclarecer o episódio, colaborando com a polícia para que a verdade seja plenamente esclarecida e que a justiça prevaleça. A Direção.”

Continua após a publicidade
Publicidade