Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Morre o escritor Luiz Alfredo Garcia-Roza

A mente por trás do detetive Espinosa, célebre personagem da literatura brasileira, tinha 84 anos. Causa não foi divulgada

Por Marcela Capobianco 16 abr 2020, 12h47

O escritor e psicanalista Luiz Alfredo Garcia-Roza morreu, aos 84 anos, nesta quinta (16). A informação foi publicada pela esposa dele, a também escritora Livia Garcia-Roza, numa postagem numa rede social. A causa da morte não foi divulgada.

+ Para assinar o conteúdo digital de VEJA RIO, clique aqui.

Garcia-Roza escreveu diversos livros de ficção policial, com um clima noir muito presente, bem como detalhes da Zona Sul do Rio de Janeiro, principalmente o bairro de Copacabana. Muitos desses livros têm o célebre detetive Espinosa como protagonista, como Uma Janela em Copacabana, de 2001.

+ Morre o escritor Rubem Fonseca.

O personagem, aliás, foi transposto para a TV, na série Romance Policial, do GNT, estrelada pelo ator Domingos Montagner, que morreu em 2016.

+ Antes de morrer, Moraes Moreira escreveu cordel sobre a quarentena.

O escritor estreou tardiamente na ficção, aos 60 anos de idade, com o livro O silêncio da chuva. A obra venceu o Prêmio Jabuti, na categoria romance, em 1997.

+ Regina Duarte se exime de comentários sobre mortes de Moraes Moreira e Rubem Fonseca.

Continua após a publicidade
Publicidade