Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Marcius Melhem nega assédio e pede indenização de Dani Calabresa

Ele entrou com ação por danos morais contra a atriz nesta quinta (14) e apresentou mensagens que comprovariam relação de intimidade entre os dois

Por Cleo Guimarães 15 jan 2021, 11h11

Acusado de assédio sexual e moral por Dani Calabresa, o ex-diretor da Globo Marcius Melhem decidiu buscar reparação nos tribunais. Ele entrou com uma ação de indenização por danos morais e materiais contra a atriz, que era sua subordinada no departamento de humor da emissora.

Lembre os detalhes das acusações de Dani Calabresa

VEJA teve acesso a detalhes do documento, ao qual foram anexadas reproduções de mensagens de texto e áudio que, segundo  Melhem, representado pelo escritório Panella Advogados, comprovariam uma relação de intimidade entre ele e Dani. “O tom jocoso e íntimo era constante no tratamento entre ambos. Entre autor e ré eram comuns as brincadeiras, inclusive de natureza sexual. Mas nada aí havia de constrangedor, abusivo ou imposto”, afirma, na ação, a defesa do diretor.

Leandro Vieira: ‘A saudade me ajudou a definir o enredo da Mangueira’

Segundo reportagem publicada por VEJA nesta quinta (14), Melhem pede indenização de R$ 200 mil, que seriam doados ao Retiro dos Artistas, caso vença. Ele também cobra todo o custo do tratamento psicológico que afirma ter feito entre fevereiro e dezembro de 2020, no valor de R$ 46.400,00, e pede uma retratação pública de Calabresa.

Elza Soares: ‘Bradesco de Copacabana não me quer como cliente’

Sobre a acusação de assédio sexual, Melhem diz no documento que trocou “beijos e carinhos, de forma absolutamente consensual” com a atriz. Ainda de acordo com o texto do advogado, a ação busca mostrar que “a relação pessoal e profissional entre o autor e a ré se manteve harmoniosa, com a mesma afetuosidade, nos meses e nos anos seguintes”.

Continua após a publicidade
Publicidade