Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Xuxa, corre aqui! Letícia Spiller diz que Marcius Melhem ‘virou mártir’

Em entrevista transmitida pelo YouTube, atriz e ex-Paquita fala também que diretor acusado de assédio sexual é uma pessoa "de bom coração”

Por Cleo Guimarães 9 dez 2020, 15h26

Em entrevista ao canal de YouTube da rádio Play FM, na noite desta terça (8), Letícia Spiller disse que acha “muito bacana” as mulheres terem voz para denunciar casos de assédio sexual – mas, por outro lado, não entende por que Dani Calabresa teria demorado a fazê-lo. “Não concordo com a demora em fazer essa denúncia tanto tempo depois. Quem tá vendo fica questionando por que demorou tanto”.

Criticada pelo silêncio, Globo se posiciona no JN sobre assédio de Melhem

Neste momento, a entrevistadora Monica Salgado a corrigiu, avisando que a denúncia foi realizada internamente, quando o assédio aconteceu – mas só se tornou pública agora. Spiller diz então que não sabia disso, e mantém sua postura de achar o caso “estranho” e de repercussão exagerada.

Coronavírus: Marco Ricca está sedado e intubado em CTI de hospital

“Já ouvi outros casos de assédio, de diretores que abusam do poder para assediar uma jovem atriz. Teve vários casos de várias pessoas diferentes, não só o Marcius. Ele está virando o mártir da situação, mas tiveram muito outros casos na empresa”. Ela afirma ainda que teve a sorte de nunca ter sofrido “esse tipo de coisa”.

Coronavírus: filha de Eduardo Galvão escreve post emocionado

A atriz disse conhecer o diretor, “uma pessoa querida”, há tempos. “Ele nunca me pareceu uma pessoa que fizesse algo tão agressivo. É uma pessoa muito querida. É duro receber uma notícia de uma pessoa querida, de bom coração. Mas acho que as mulheres têm de ter coragem para falar. Esse tipo de coisa não pode existir”.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

 

Continua após a publicidade
Publicidade