Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Não sou isentona: Claudia Leitte pede desculpas por não se indignar na TV

'Precisava ter consciência do meu papel social e não tive', assume a cantora; ela foi criticada por não se posicionar em entrevista ao Altas Horas

Por Cleo Guimarães 25 Maio 2021, 10h54

Claudia Leitte garante que não é ‘isentona’ e promete: vai se posicionar politicamente a partir de agora. Criticada por dar respostas evasivas e até meio viajandonas sobre a pandemia da Covid-19 no Brasil durante entrevista a Serginho Groisman neste sábado (21), a cantora postou um vídeo em seu Instagram no qual faz um mea culpa e garante que daqui pra frente tudo será diferente.

Rio LGBTQIA+: postos de salvamento da orla ganharão as cores do arco-íris

Claudia era uma das convidadas do programa “Altas Horas” e, ao ser perguntada sobre o que a deixava indignada, ela respondeu com o seguinte discurso: “A minha indignação? Eu tenho um coração pacificador. Eu me indigno, sou capaz de virar tudo pelo avesso, chutar as barracas, mas eu acho que todo mundo tem um lugar onde pode brilhar uma luz para desfazer o que está acontecendo. E se essa luz se acende, obviamente, não vai ter escuridão”.

Covid: Prefeitura ‘libera’ presidente e ministro do cumprimento da lei

Ana Maria Braga e Deborah Secco também eram convidadas e falaram sobre problemas políticos e sociais do país, como a violência, a falta de vacinas e o superfaturamento de compras públicas. Se posicionaram com firmeza. Diante das respostas das duas, a fala “odara” da cantora destoou ainda mais. Criticada nas redes sociais, Claudia divulgou um vídeo em seu Instagram pedindo desculpas pelo seu discurso e se posicionando, ainda que de forma mais genérica, sem criticar diretamente o governo federal ou político algum.

Continua após a publicidade

‘Vergonha’, diz Fátima Bernardes sobre festa nas ruas para Bolsonaro

“Não sei por que eu dei uma resposta evasiva. Desde que saí do programa estou reflexiva, um artista precisa ter um papel muito claro. Eu movimento pessoas, faço entretenimento com uma missão. Precisava ter falado sobre as minhas indignações. Me indigna o fato de que as pessoas não usam máscaras, incitando aglomerações. Isso mata. O número alarmante de mortes é desesperador”, afirmou. “Vim pedir desculpas, porque não usei da ferramenta que tenho para fazer diferença. Quero me redimir”. Veja o vídeo completo abaixo:

View this post on Instagram

A post shared by Claudia Leitte (@claudialeitte)

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade