Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

O que Flávia Saraiva achou da sétima colocação na Olimpíada?

Ginasta competiu lesionada na prova da trave e agora vai focar na sua recuperação para o Mundial, em outubro, no Japão

Por Da Redação 3 ago 2021, 14h50

A entorse no tornozelo atrapalhou a performance na Olimpíada, mas Flavia Saraiva, sétima colocada na trave de equilíbrio, não faz drama. Ela se machucou, sim, recuperou-se parcialmente e brilhou na modalidade em que tinha como uma das adversárias a americana Simone Biles, medalha de bronze. Atleta do Flamengo, Flavia está satisfeita com o que conquistou em Tóquio.

É ouro: eufóricos, niteroienses pedem feriado e fazem juras de amor

“Estou muito feliz. Sei o quanto foi difícil para eu chegar nas Olimpíadas, não foi só a entorse, outras coisas aconteceram, então já me sinto uma vitoriosa”, disse a ginasta carioca à Globo. A prioridade para Flavia agora é iniciar um tratamento para ficar 100% recuperada, o que não aconteceu a tempo da Olimpíada.

Vídeo: ‘Tô levando duas medalhinhas para casa’, diz Rebeca Andrade

“Mesmo assim consegui estar numa final. O sentimento de felicidade é muito grande”, disse. A próxima competição da ginasta é o Mundial, em outubro, no Japão.  “Vou me recuperar, cuidar do meu pé”, promete.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade