Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

‘Covid veneno, o mundo é pequeno demais pra nós dois’, canta Ritchie

Ao ser vacinado, no Humaitá, cantor cria versão do sucesso Menina Veneno e presenteia funcionária com seu CD: 'Adoro ele', disse a moça

Por Da Redação Atualizado em 1 abr 2021, 12h24 - Publicado em 1 abr 2021, 12h23

Cena engraçada no Corpo de Bombeiros do Humaitá nesta quarta (31). Assim que foi vacinado, o cantor Ritchie, 69 anos, perguntou à profissional que o imunizou: “Posso te dar um presente? Conhece esse artista?”, quis saber, já lhe entregando um CD com músicas suas. “Sim, Ritchie… Foi do meu tempo!”, respondeu a moça, animda.

Infectar-se após 2 doses da vacina é possível? Zélia Duncan sabe que sim

Mesmo depois se apresentar (de forma não muito clara, é verdade), o músico, de boné e máscara, não foi reconhecido por ela: “Adoro ele!”.  Em seguida, Ritchie improvisou uma versão de seu grande sucesso, Menina Veneno. Veja:

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade