Continua após publicidade

Coronavírus: a despedida emocionada de João Bosco a Aldir Blanc

'Aldir foi mais do que um amigo para mim, ele se confunde com a minha própria vida; quero cantar nossas canções até onde eu tiver forças', escreveu

Por Cleo Guimarães
4 Maio 2020, 16h51

João Bosco postou um texto emocionado em homenagem a Aldir Blanc, seu principal parceiro musical, morto nesta segunda-feira (4), aos 73 anos. Blanc morreu em decorrência de complicações do coronavírus. Os dois assinaram mais de uma centena de canções juntos, vinte delas foram gravadas por Elis Regina – entre elas, clássicos da MPB como “O bêbado e a equilibrista”, considerado um hino informal da Lei da Anistia. Leia o texto de Bosco na íntegra:

Moacyr Luz sobre Aldir Blanc: ‘Eu o amava muito, vai fazer falta demais’

Para assinar Veja Rio clique aqui

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.