Valerian e a Cidade dos Mil Planetas

Tipos de Gêneros dramáticos: Aventura, Ficção científica
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

(Reprodução/Reprodução)

O diretor francês Luc Besson já cometeu alguns “deslizes” em sua carreira, como Angel-A (2005). Mas, pelo tamanho da ambição, nada é pior do que Valerian e a Cidade dos Mil Planetas. Inspirado na série de quadrinhos Valerian, o realizador apela para um visual por vezes arrebatador para entreter a plateia. Sua história confusa e de desfecho didático, além de ser longa, tende ao aborrecimento. Sem química nenhuma, Dane DeHaan e Cara Delevingne interpretam militares às voltas com aventuras e perigos em Alpha, a tal da cidade que abriga mil planetas. Em meio a uma salada de efeitos especiais e direção de arte de gosto duvidoso, há uma sequência que vale o programa: a cantora Rihanna como entertainer de um bar. Direção: Luc Besson (Valerian and the City of a Thousand Planets, França, 2017, 137min). 12 anos.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s