Sicario — Dia do Soldado

Tipos de Gêneros dramáticos: Ação
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr

Três anos depois de Sicario — Terra de Ninguém, chega esta desnecessária sequência. A maior qualidade do original estava no papel de Emily Blunt, agente novata e perplexa diante da guerra de narcotraficantes entre Estados Unidos e México. Sicario — Dia do Soldado deixou-a de fora e enfoca a mesma batalha, agora apenas com os personagens de Benicio Del Toro e Josh Brolin. O matador e o chefe de operações especiais do FBI, respectivamente, têm de impedir a entrada de terroristas na fronteira e acabam sequestrando a filha de um poderoso traficante (a ótima Isabela Moner). Além das rasas explicações sobre os protagonistas, roteiro confuso e narrativa arrastada deixam perguntas no ar, possibilitando a terceira parte, já com sinal verde. Direção: Stefano Sollima (Sicario: Day of the Soldado, EUA/Itália, 2018, 122min). 16 anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s