Com Amor, Simon

Tipos de Gêneros dramáticos: Romance
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr

A comparação não é injusta. Tanto o recente Me Chame pelo Seu Nome quanto o novo Com Amor, Simon têm protagonistas de 17 anos às voltas com a descoberta da homossexualidade. Mas, enquanto o filme do italiano Luca Guadagnino exala sexo e se iguala ao vinho, a produção juvenil americana tenta envolver pela fofice e se equipara à água — com açúcar (!). O bê-á-bá para sair do armário recai sobre Simon (Nick Robinson), o jovem queridinho dos amigos de high school que tem desejo por outros homens (muito pouco explorado pelo roteiro, extraído do livro homônimo, lançado pela editora Intrínseca). A pegada aqui é pelo viés do humor e do romance, fazendo com que Simon se apaixone por um rapaz anônimo com quem ele se corresponde por e-mail. Na era das redes sociais, o desenrolar da trama soa fake e a falta de conflitos e ousadia coloca o filme no mesmo patamar das comédias teen da década de 80. Direção: Greg Berlanti (Love, Simon, EUA, 2018, 110min). 12 anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s