A Forma da Água

Tipos de Gêneros dramáticos: Romance
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr

A Forma da Água saiu na frente na corrida do Oscar concorrendo a treze estatuetas, incluindo as de melhor filme, direção (Guillermo del Toro), atriz (Sally Hawkins) e atriz coadjuvante (Octavia Spencer). Del Toro, mexicano de 43 anos, volta ao universo fantástico da obra-prima O Labirinto do Fauno (2006) numa trama que envolve romance e drama com pitadas de aventura e humor. Realizador estrangeiro numa produção americana, ele cria uma história envolvente e visualmente arrebatadora para abordar o amor entre seres de origens totalmente distintas e com sentimentos iguais. Faz, assim, uma crítica a todo tipo de intolerância e racismo. Sally e Octavia interpretam, respectivamente, Elisa e Zelda, faxineiras de um laboratório secreto no início dos anos 60. Lá, um militar sem freios (Michael Shannon) tortura e quer matar uma criatura aquática encontrada na América do Sul. Pouco a pouco, Elisa, que é muda e solitária, se aproxima do ser exótico e exuberante e por ele fica atraída. Direção: Guillermo del Toro (The Shape of Water, EUA, 2017, 123min). 16 anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s