TEATRO

Eles estão de volta

O musical Para Sempre ABBA, atração no Teatro Clara Nunes, prima pela qualidade na execução das canções do grupo sueco

Por: Carolina Barbosa - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪

Renato Antunes/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Em 1999, vinte anos depois do auge, o grupo sueco ABBA ressurgiu com força total a bordo de Mamma Mia!, musical que estreou naquele ano em Londres. O bem-sucedido espetáculo se vale das canções da banda não só na trilha sonora, mas como condutor narrativo. Estrutura parecida se encontra em Para Sempre ABBA, de Carlos Alberto Serpa e Rodrigo Cirne, atração no Teatro Clara Nunes. A diferença é que, desta vez a história, sem nenhum diálogo, não é identificável, mas vagamente sugerida: envolve funcionários e hóspedes de um hotel, percorrendo as várias fases de um relacionamento amoroso. Essa indecisão entre criar uma trama compreensível e buscar apenas evocações (a exemplo do que fizeram Charles Möeller e Claudio Botelho em Beatles num Céu de Diamantes) causa uma certa estranheza. Mas não chega a comprometer o que interessa: uma sucessão de mais de quarenta músicas do ABBA (incluindo os hits Mamma Mia! e Dancing Queen), arranjadas competentemente por Jules Vandystadt e Liliane Secco. O repertório é bem defendido por dez atores-cantores, com destaque para Sabrina Korgut e Raul Veiga. Na direção, Tadeu Aguiar, apropriadamente, adota aquele exagero típico do ABBA (75min). Livre. Estreou em 18/7/2013.

Teatro Clara Nunes (499 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), 3º piso, Gávea, ☎ 2274-9696. Quinta a sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 80,00 (qui. e dom.) e R$ 90,00 (sex. e sáb.). Bilheteria: a partir das 14h (qui. a dom.). IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até 22 de dezembro.

Fonte: VEJA RIO