SHOWS

De volta às origens

Barone, Herbert e Bi Ribeiro: antigos sucessos relembrados com os arranjos originais

Por: Rafael Sento Sé - Atualizado em

Mauricio Valladares/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Em 1986, quando o LP (long-play, traduzindo para os mais jovens) Selvagem? foi lançado, gravar um disco tinha lá suas complicações. O artista precisava se ater a detalhes hoje obsoletos, como pensar na música que fecharia o lado A e na que abriria o B do vinil. Naquela época, o som das bandas inglesas era o cânone dos roqueiros nacionais. Portanto, quando o terceiro LP dos Paralamas do Sucesso chegou às lojas de disco ? acredite, elas existiam aos montes ?, uma turma torceu o nariz para o tempero brasileiro que o trabalho trazia. Alagados, que se tornaria um hit, tinha o formato de um samba-enredo, e A Novidade, uma parceria com Gilberto Gil, não era exatamente um rock. Pois bem. Passados 25 anos, a obra é vista como um marco divisor na carreira do baixista Bi Ribeiro, do baterista João Barone e do guitarrista e cantor Herbert Vianna.

Numa iniciativa do grupo de produtores Queremos, responsável pela vinda de uma série de bandas internacionais ao Rio, os Paralamas vão reeditar o espetáculo daquele disco, realizado na década de 80. O show, programado para sábado (29), no Circo Voador, é encarado por Barone como uma regressão. "Fazemos os arranjos originais exatamente como eram. Tem até aquela introdução falada da Melô do Marinheiro", diverte-se. Além do trio, vão subir ao palco o produtor Liminha, que gravou guitarras e teclados naquele trabalho, o percussionista James Miller, para fazer a parte que no original era de Marçalzinho,

e o tecladista João Fera, que desde aquela turnê se tornou uma espécie de quarto elemento do conjunto. À frente do time, Herbert vai cantar cada uma das canções na ordem em que estão no vinil. Como a bolacha só comportava meia hora de som, passada a sessão nostalgia, a banda levará hits mais recentes.

No bis, as antigas voltam para um final apoteótico.

Paralamas do Sucesso. 18 anos. Circo Voador (2?000 pessoas). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. Sábado (29), 23h. R$ 120,00. Bilheteria: 12h/19h (ter. a qui.); 12h/0h (sex.); a partir de 22h (sáb.). IC. www.circovoador.com.br.

Fonte: VEJA RIO