ROTEIRO DA SEMANA

Exposições

- Atualizado em

ESTREIAS

BRUNO MIGUEL. Carioca de 30 anos, o artista plástico tem se destacado por sua pesquisa poética bem particular, voltada para a presença da pintura na paisagem através da propaganda em outdoors. Na individual que leva seu nome, Miguel exibe 23 pinturas ? em que utiliza como suporte caixas de molduras doadas por Carlos Zilio, de quem foi assistente por cinco anos ?, uma série de quinze móveis-paisagens, um vídeo e três obras da série Kitsch Pôsteres ? A Zoation Architecture History. R$ 6?000,00 a R$ 10?000,00. Luciana Caravello Arte Contemporânea. Rua Barão de Jaguaribe, 387, Ipanema, ☎ 2523-4696. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 14h. Grátis. Até dia 30. A partir de terça (6). www.lucianacaravello.com.br.

CADA UM CADA QUAL. Coletiva com trabalhos de sete criadores de diferentes técnicas representados pela artista plástica e marchande Susi Cantarino. No variado acervo estão fotografias de Walter Carvalho, da paulista Salete Goldfinger, da paranaense Cristina Lacerda e do americano Kirk Bauer, além de pinturas inéditas de Xico Chaves e de Bruno Schmidt e uma instalação de outro americano: Chris Pitman, que, além de tecladista da banda Guns N? Roses, atua como artista visual. R$ 1?000,00 a R$ 23?000,00. Galeria Metara. Rua Teixeira de Melo, 25, Ipanema, ☎ 2523-5225. ? General Osório. Segunda a sexta, 10h às 20h; sábado, 10h às 16h; domingo, 11h às 17h. Grátis. Até dia 30. A partir de quinta (8), às 18h. www.metara.com.br.

DANIEL BLAUFUKS E ENRICA BERNARDELLI. Os dois artistas são os convidados da 14ª edição do Projeto Respiração. O evento promove intervenções de arte contemporânea no acervo da Fundação Eva Klabin, sede de uma coleção que abrange do Egito Antigo aos impressionistas. Marcio Doctors assina a curadoria. O português Blaufuks apresenta, em Três Quartos de Memória, um vídeo gravado nos ambientes da casa-museu e exibido na suíte principal, além das obras Déjà Vu, Memory Landscapes (Shoah) e Autorretrato. Enrica ocupa a Sala Renascença com a instalação Concerto de Pálpebras, constituída de cortinas de filó de 4 metros de altura, que instigam um novo olhar para as peças da coleção. Fundação Eva Klabin. Avenida Epitácio Pessoa, 2480, Lagoa, ☎ 3202-8550. Terça a sexta, 14h às 18h. R$ 10,00. Visitas guiadas às 14h30 e 16h. Estudantes e pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 5,00. Grátis para menores de 10 anos. Até 6 de novembro. A partir de domingo (11). www.evaklabin.org.br.

FINALISTAS DO PRÊMIO PIPA 2011. Serão exibidos trabalhos dos quatro artistas selecionados. A escolha dos nomes foi feita por um júri de trinta profissionais do setor e contempla os candidatos ao prêmio promovido pelo MAM, em parceria com a empresa Investidor Profissional Gestão de Recursos. André Komatsu, Jonathas de Andrade (também vencedores do Prêmio Marcantonio Vilaça 2011), Eduardo Berliner (que conquistou a mesma honraria na edição de 2009) e Tatiana Blass concorrem a um cheque de R$ 100?000,00, além de um período de residência artística na prestigiosa instituição Gasworks, de Londres. O resultado será divulgado em 27 de outubro. Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 2240-4944. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 19h. R$ 8,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 4,00. Grátis para amigos do MAM e menores de 12 anos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 8,00 por grupo. Estac. (R$ 3,00 por uma hora). Até 13 de novembro. A partir de sábado (10). www.mamrio.com.br.

FRANZ WEISSMANN [1911-2005]. Expoente do neoconcretismo, o escultor tem seu centenário de nascimento lembrado na mostra que reúne 76 obras. Curador do acervo, Max Perlingeiro selecionou trabalhos emblemáticos, a exemplo de Cubo Vazado, exibido na Bienal de São Paulo de 1953, e criações menos conhecidas, além de maquetes. Completam a exposição peças assinadas por artistas que tiveram importante participação na trajetória de Weissmann, como Quirino Campofiorito (1902-1993), seu professor de desenho, Auguste Zamoyski (1893-1970), professor de escultura, e Alberto da Veiga Guignard (1896-1962), criador da Escola do Parque, em Belo Horizonte, que o convidou para ser professor. Amilcar de Castro (1920-2002), um dos alunos do artista na instituição mineira, comparece com uma obra. Pinakotheke Cultural. Rua São Clemente, 300, Botafogo, ☎ 2537-7566. Segunda a sexta, 10h às 18h; sábado e feriados, 10h às 16h. Grátis. Até 3 de dezembro. A partir de terça (6).

LEDA CATUNDA. Nova individual na cidade da pintora, escultora e artista gráfica paulista que conquistou notoriedade na época da Geração 80. Desta vez, ela exibe dez pinturas-objeto em acrílica sobre materiais diversos. Dominam o acervo selecionado trabalhos que utilizam como suporte camisetas e artigos esportivos, como um skate e uniformes de basquete e de futebol. R$ 10?000,00 a R$ 120?000,00. Galeria Silvia Cintra + Box 4. Rua das Acácias, 104, Gávea, ☎ 2521-0426. → Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 8 de outubro. A partir de terça (6). Fecha na quarta (7). www.silviacintra.com.br.

MIRA SCHENDEL, PINTORA. Ao longo de sua carreira, a artista suíça radicada no Brasil Mira Schendel (1919-1988) costumava trabalhar com materiais e linguagens diversos. Os exemplares mais conhecidos de sua produção trazem o papel como suporte para monotipias e os objetos gráficos. Na mostra inédita, a curadora Maria Eduarda Marques reúne 27 pinturas realizadas entre os anos 50 e 80, distribuídos por diferentes fases delimitadas por cada década. Há, entre outras criações, naturezas-mortas, obras compostas de areia e cimento e têmperas monocromáticas. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a sexta, 13h às 20h; sábado, domingo e feriados, 11h às 20h. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 20 de novembro. A partir de domingo (11). www.ims.com.br.

ÚLTIMA SEMANA

✪✪✪ RIO: A ARTE DA ANIMAÇÃO. Mostra interativa sobre os bastidores da realização do longa-metragem Rio, protagonizado pela ararinha Blu e dirigido pelo carioca Carlos Saldanha. No acervo, reunido com curadoria de Marcello Monteiro, da Mister Toon Studios, estão as primeiras páginas do roteiro, imagens de storyboard, esboços dos personagens e cenários, além de todo o processo de montagem digital. Os visitantes também encontram jogos eletrônicos, um telão em 3D e painéis cenográficos diante dos quais é permitido tirar fotos ao lado dos personagens. Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 2219-8474, ? Cinelândia. → Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. R$ 5,00 (grátis aos domingos). Até domingo (11). www.mnba.gov.br. Os funcionários do Ministério da Cultura estão em greve. Convém verificar se o museu estará funcionando.

EM CARTAZ

✪✪✪ ANNA BELLA GEI­GER. Em atividade desde os anos 50, Anna Bel­la está no rol dos mais importantes nomes das artes plásticas no Brasil. Na retrospectiva batizada Circa MMXI, ela exibe sessenta trabalhos em variados suportes produzidos em diferentes épocas. No acervo, com curadoria assinada pela própria artista, entram desenhos de telhados de Nova York, feitos em 1954, e telas da série Pier & Oceans, da década de 80, além de obras raramente exibidas de sua fase visceral, a exemplo das pinturas Órgão Ocidental, Tronco e Garganta. Arte Sesc ? Mansão Figner. Rua Marquês de Abrantes, 99, Flamengo, ☎ 3138-1343, ? Flamengo. → Terça a sábado, 12h às 20h; domingo e feriados, 11h às 17h. Grátis. Até dia 30.

✪✪✪ BONITO POR NATUREZA: RIO ONTEM E HOJE. Ao lado de vinte fotografias recentes de Almir Reis e Jaime Acioli, a mostra apresenta 22 pinturas e gravuras do século XIX raramente exibidas, pertencentes à Coleção Brasiliana de Raymundo Ottoni de Castro Maya (1894-1968) ? empresário e patrono das artes que legou à posteridade um formidável acervo de 22?000 obras. O conjunto reunido pela curadora Anna Paola Baptista guarda achados como as belas gravuras do alemão Emil Bauch e do marinhista inglês Emeric Essex Vidal. Museu da Chácara do Céu. Rua Murtinho Nobre, 93, Santa Teresa, ☎ 3970-1126. Quarta a segunda, 12h às 17h. R$ 2,00. Grátis para menores de 12 anos, pessoas com mais de 65, grupos escolares e às quartas. Estac. Até dia 19. www.museuscastromaya.com.br.

✪✪✪ CADU. Paulistano radicado no Rio, Carlos Eduardo Felix da Costa ou, simplesmente, Cadu, tem variada produção focada em instalações, esculturas, vídeos e objetos constituídos de mecanismos que envolvem tecnologia. Na individual Entardecer no Ano do Coelho, o curador Fernando Cocchiarale surpreende o público apresentando quatro pinturas de grandes formatos no salão central da galeria. As telas abstratas são integrantes da série Nantucket Island ? nome da ilha no estado americano de Massachusetts que inspirou Herman Melville a escrever Moby Dick. A paleta de cores alude aos tons do mar e das algas. Nos espaços adjacentes estão três instalações, dois vídeos e um objeto característicos da linguagem plural de Cadu. Galeria Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2017, ? General Osório. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 2 de outubro.

✪✪✪ I AM A CLICHÉ ? ECOS DA ESTÉTICA PUNK. Mostra de 150 obras, entre fotos, fotocolagens e instalações, produzidas por doze importantes artistas selecionados pela francesa Emma Lavigne, curadora do Centro Georges Pompidou, em Paris. Andy Warhol é representado por quatro exemplares de seus conhecidos Screen Tests (testes de câmera): em um vídeo, retrata silenciosamente os cinco membros do conjunto Velvet Underground, entre eles Lou Reed. Também integram a exposição doze fotografias da americana Patti Smith, elevada a musa e poetisa do punk quando lançou o disco Horses, em 1975, feitas por Robert Mapplethorpe. Há ainda 44 imagens ? impróprias para menores de 14 anos ? da série Arthur Rimbaud em Nova York, feitas por David Wojnarowicz em 1978, em que modelos com máscaras do poeta Rimbaud (1854-1891) são retratados em cenas eróticas. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até 2 de outubro.

✪✪✪ JOSÉ RESENDE. Apesar de viver e trabalhar em São Paulo, o escultor paulistano de 66 anos de idade e 45 de carreira assina três vistosas obras públicas no centro do Rio: O Passante (1995), no Largo da Carioca; Vênus (1991) e Tartaruga (2008), na esquina das ruas Visconde de Itaboraí e Rosário. Na individual que leva seu nome, com curadoria de Ronaldo Brito, ele exibe cinco criações recentes no Espaço Monumental: são grandes composições de aço, com elementos de cobre, madeira e pedra, que surpreendem por sugerir leveza e movimento. Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 2240-4944. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 19h. R$ 8,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 4,00. Grátis para amigos do MAM e menores de 12 anos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 8,00 por grupo. Estac. (R$ 3,00 por uma hora). Até dia 18. www.mamrio.com.br.

✪✪✪ MESTRES DA GRAVURA NA COLEÇÃO DA FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL. Parte do acervo de 20?000 gravuras da Real Biblioteca de Portugal, trazido para o Rio em 1810 por ordem de dom João VI, um tesouro composto de 171 obras está exposto nos Correios. Bem organizada, a mostra exibe os trabalhos de oitenta artistas europeus, separados por ordem cronológica e em oito coleções ? alemã, holandesa, italiana, francesa, flamenga, inglesa, espanhola e portuguesa. Lupas oferecidas aos visitantes permitem que se verifiquem os detalhes e o bom estado de conservação dos exemplares produzidos entre os séculos XV e XIX. Dois mestres que justificam sobejamente a visita são Rembrandt (1609-1669), presente com doze obras, e Francisco Goya (1746-1828), representado por nove imagens da série Os Provérbios, a exemplo da bela Modo de Voar. Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até dia 18. www.correios.com.br.

PANORAMAS: A PAISAGEM BRASILEIRA NO ACERVO DO IMS. Mostra com 313 trabalhos, entre gravuras, desenhos e pinturas produzidos de 1820 a 1920 por artistas como o inglês Charles Landseer e os alemães Rugendas e Von Martius. Fotografias completam o acervo. A lista inclui imagens oitocentistas do suíço Georges Leuzinger e do francês Augusto Stahl, além de um belo flagrante de Marc Ferrez: Jardim da Glória com Avenida Beira-Mar à Esquerda e Entrada da Barra, de 1906. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a sexta, 13h às 20h; sábado, domingo e feriados, 11h às 20h. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 13 de novembro. www.ims.com.br.

✪✪✪✪ QUEREMOS MILES ? MILES DAVIS, LENDA DO JAZZ. Mostra com 450 itens ? fotografias, instrumentos, roupas, documentos, capas de discos e partituras ? pertencentes ao trompetista Miles Dewey Davis III (1926-1991). Montada pela Cité de la Musique, em Paris, onde estreou em 2009, a exposição, que já passou por Montreal, no Canadá, traz ao Rio um rico panorama da trajetória do artista, da infância na cidade natal, East St. Louis, no estado de Illinois, até a morte, aos 65 anos. No acervo estão, entre outras curiosidades, o manuscrito original da música Nem um Talvez, de Hermeto Pascoal, que tocou com Miles no álbum Live-Evil, de 1970, uma jaqueta criada pelo figurinista Gianni Versace e telas pintadas pelo músico. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até dia 28.

✪✪✪ 3º FESTIVAL INTERNACIONAL DE HUMOR. Sob curadoria de Ângela Porto e direção de Eliana Caruso, a edição deste ano espalha-se por três mostras. Vinda de Portugal, a World Press Cartoon 2011 traz os 27 premiados e os ganhadores de menções honrosas no concurso internacional Press Cartoon. A exposição Três Séculos de Desenho no Brasil conta um pouco da história do humor gráfico nacional com a ajuda de desenhos já publicados desde o século XIX. Na lista há relíquias como A Campainha e o Cujo, considerada a primeira caricatura feita no país, assinada por Araújo Porto Alegre em 1837, e trabalhos de Millôr Fernandes, Ziraldo e Chico Caruso, entre outros. Na coletiva Prêmio Imprensa estão exibidas obras dos trinta concorrentes do festival nas categorias melhor desenho de cartum, charge e caricatura, selecionadas sob a coordenação do cartunista Amorim. Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 2219-8474, ? Cinelândia. → Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. R$ 5,00 (grátis aos domingos). Até dia 25. www.mnba.gov.br. Os funcionários do Ministério da Cultura estão em estado de greve. Convém verificar se o museu estará funcionando.

ESPECIAL

ARTRIO ? FEIRA INTERNACIONAL DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO RIO DE JANEIRO. Leia em Veja Rio Recomenda. Píer Mauá ? Armazéns 2 e 3. Avenida Rodrigues Alves, 10, Centro. ☎ 3114-0171. Quinta (8) a domingo (11), 12h às 20h. R$ 30,00. Cc: M e V. Cd: M e V. www.artriofair.com.br.

FOTOGRAFIA

✪✪✪ FOTOGRAFIAS ? COLEÇÃO JOA­QUIM PAIVA. Coletiva com 134 obras de 69 artistas estrangeiros, pertencentes à coleção Joaquim Paiva, cedida em comodato ao MAM desde 2005. Os curadores, Luiz Camillo Osório e o próprio Paiva, selecionaram trabalhos de nomes como a alemã Grete Stern (1904-1999), o peruano Martín Chambi (1891-1973) e os americanos Diane Arbus (1923-1971) e Ansel Adams (1902-1984). Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 2240-4944. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 19h. R$ 8,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 4,00. Grátis para amigos do MAM e menores de 12 anos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 8,00 por grupo. Estac. (R$ 3,00 por uma hora). Até 9 de outubro. www.mamrio.com.br.

VALÉRIE BELIN. Fotógrafa francesa, Valérie tem produção caracterizada por trabalhos que se aproximam das pinturas hiper-realistas. Em 2008, exibiu na coletiva Demi-Verités ? Meias Verdades, no Oi Futuro Flamengo, um conjunto de retratos de mulheres que provocavam estranhamento pela dificuldade de se distinguir se as personagens eram humanas ou bonecas. Agora, na individual O Ser e o Aparecer, com curadoria de Adon Peres e de Evangelina Seiler, são apresentados exemplares em grandes formatos das séries Black-Eyed Susan ? de figuras femininas retratadas à moda dos anos 50, com os rostos circundados por flores ?, Fisiculturistas 1, Vintage Cars e uma ampliação monumental de uma das fotografias do conjunto Ballroom Dancers. Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. → Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até 6 de novembro. www.fcfb.rj.gov.br.

Fonte: VEJA RIO