AÇO DOBRÁVEL

Amilcar de Castro tem retrospectiva no MAM

Quatro de suas famosas esculturas de aço dobrado estarão expostas na área externa do museu

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

Amilcar de Castro
Escultura sem título que estará nos jardins do museu: a seleção reúne mais de cinquenta peças (Foto: Divulgação)

Com imponentes esculturas que evocam recortes de papel dobrados, mas feitas de materiais rígidos, a exemplo de aço corten, Amilcar de Castro (1920-2002) buscou constantemente um diálogo com a paisagem: não à toa, o mineiro tem diversas criações expostas em logradouros públicos. É compreensível, portanto, que algumas das obras reunidas na retrospectiva do artista, em cartaz no MAM a partir de quarta (26), estejam na área externa da instituição. Serão quatro esculturas de grandes dimensões, duas nos jardins do museu (entre elas a mais alta da seleção, com 4 metros de altura) e duas na área dos pilotis. No interior do prédio, mais de cinquenta peças menores completam a mostra. Embora o aço tenha presença marcante, também serão apresentadas obras feitas de mármore, granito, madeira e vidro.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado e domingo, 12h às 19h. R$ 14,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 14,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 8 de fevereiro de 2015. A partir de quarta (26).     

+ Confira mais exposições em cartaz na cidade

Fonte: VEJA RIO