EDIÇÃO DA SEMANA

Uma volta... por Petrópolis, com o novelista Aguinaldo Silva

De tanto incluir a cidade imperial em seus folhetins, o dramaturgo Aguinaldo Silva recebeu o título de Cidadão Petropolitano. Veja as dicas dele por lá

Por: Louise Peres - Atualizado em

uma-volta.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Foi numa madrugada de 1968 que Aguinaldo Silva esteve pela primeira vez em Petrópolis. Repórter do jornal Última Hora à época, ele escolheu a cidade imperial como refúgio contra a censura imposta pelo Ato Institucional nº 5. "Eu tinha feito o prefácio de uma das edições do Diário de Che Guevara e meu nome foi incluído numa suposta lista. Aconselhado por um amigo, decidi passar um tempo fora do Rio", lembra. "Quando amanheceu, saí para dar uma volta e conhecer a cidade. Eu me apaixonei já no primeiro instante", declara-se o autor, que, desde então, mantém imóveis na região. Atualmente Aguinaldo divide-se entre o Vale Florido, onde fica a tradicional Pousada Locanda Della Mimosa, da qual é dono desde 2011, e seu apartamento no Centro. "Aqui posso exercitar melhor minha condição de flâneur e revisitar com frequência alguns locais que me inspiram", revela o novelista, que, de tanto incluir os cenários da região nos folhetins globais, recebeu da prefeitura o título de cidadão petropolitano.

"Adoro caminhar de tarde pela Rua Dezesseis de Março. Nos dias mais frios, sob a proteção da manta, o inevitável: um passeio de charrete"

Fonte: VEJA RIO