DIVERSÃO

Rio para ciclistas

Um roteiro com dez rotas de bicicleta em diversos locais da cidade para você deixar o carro na garagem e aproveitar a paisagem

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

O Rio de Janeiro é cada vez mais uma cidade dos ciclistas. Com o sucesso do sistema Bike Rio, de aluguel das bicicletas "laranjinhas" que se espalham pelas ruas da cidade, e o aumento gradual no número de ciclovias - são 290 quilômetros, de acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, com previsão de 450 quilômetros até 2016 - , o carioca tem adotado ainda mais a magrela para as horas de lazer e como meio de transporte.

Nas comemorações do Dia Mundial Sem Carro deste ano a Prefeitura lançou um mapa cicloviário que lista ciclovias da cidade e os principais serviços ao longo delas, como bicicletários, oficinas e unidades de saúde. Ele é parte do programa "Rio Capital da Bicicleta" e é distribuído gratuitamente nos postos de informações turísticas da cidade (clique na imagem abaixo para ampliá-lo). Para você também entrar no clima, selecionamos algumas rotas imperdíveis para fazer na cidade.

[---FI---]

Orla da Zona Sul A Zona Sul é a região mais bem-servida de ciclovias em toda a cidade. Do Leblon até o Leme são 8 quilômetros de ciclovia contínua, que ainda atravessa o túnel da Av. Princesa Isabel e segue pelas orlas de Botafogo e Flamengo em direção ao Centro. Vale aproveitar os dias de sol e dar aquele mergulho depois da pedalada.

mapa-1.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Lagoa Rodrigo de Freitas

Com aproximadamente 7,5 quilômetros de extensão, a ciclovia da Lagoa é uma das áreas de lazer mais populares e bem conservadas da cidade. Como o fluxo de corredores também é bem grande, é preciso ter paciência em dividir o espaço da pista. Faz conexão com as ciclovias Jardim de Alah, Rubro Negra, que vem da Gávea, e Botafogo-Lagoa.

mapa-2.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Paineiras e Vista Chinesa

Cercada de verde e até cachoeiras, esta rota é indicada para ciclistas mais ousados e com melhor preparo técnico, já que proporciona uma das melhores rotas de downhill da região. A Vista Chinesa foi palco de campeonatos estaduais e brasileiros da modalidade. Além de ser uma trilha de ótimo nível técnico, tem um vista privilegiada da cidade.

mapa-3.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Parque do Flamengo

Com uma área de um milhão e 200 mil metros quadrados , o Parque do Flamengo é a maior área de lazer da cidade, composto por 190 espécies vegetais e diversos equipamentos esportivos. Diariamente, o parque é tomado por ciclistas, que atravessam a via à beira-mar desde a Enseada de Botafogo até a Marina da Glória. À noite, no entanto, o movimento diminui, devido à iluminação precária e à presença de moradores de rua.

mapa-4.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Ciclovia Canal do Marapendi

Recém-revitalizada pela Prefeitura, a ciclovia do Canal do Marapendi é uma ótima opção de lazer e locomoção para os moradores da Barra da Tijuca. Com a reforma, seus 7,2 quilômetros foram reparados e ela ainda ganhou mais 300 metros de extensão, até as proximidades do Shopping Downtown. No começo da noite, é possível ainda ver capivaras na beira do canal.

mapa-5.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Bosque da Barra

Por ser um parque fechado e com boa estrutura, é ideal para levar as crianças e deixá-las mais soltas para pedalar pelos caminhos do bosque, que também conta com parquinhos e áreas para piquenique. Além disso, possui estacionamento, seguranças, sanitários e bebedouros. Para os mais ousados, há trilhas que permitem a prática de mountain bike. De terça a domingo, das 7h às 17h. No horário de verão, fecha às 18h.

mapa-6.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Parque de Madureira

O mais novo xodó entre os espaços de lazer cariocas, conta com 103 mil metros quadrados e é rodeado por mais de 1.200 árvores, o que faz dele a terceira maior área de lazer da cidade, atrás apenas do Aterro do Flamengo e da Quinta da Boa Vista. Com ciclovia ao longo de toda a sua extensão, o parque possui quatro pontos do sistema de aluguel de bicicletas Bike Rio.

mapa-7.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Ciclovia Stuart Angel (Urca-Botafogo)

Com cerca de 1,2 quilômetros, a ciclovia percorre toda a Avenida Pasteur e é interligada à ciclovia Mané Garrincha, que liga a orla ao Centro da cidade. Neste passeio, vale a pena parar para aproveitar os atrativos da Urca, como a Praia Vermelha, a pista Claudio Coutinho, o Pão de Açúcar e os bares e restaurantes do bairro. Esta ciclovia também permite acesso às ciclovias da orla da Zona Sul (Copacabana, Leblon, Ipanema e Lagoa).

mapa-8.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Quinta da Boa Vista

Localizada em São Cristóvão, Zona Norte da cidade, essa área de lazer tem amplas vias para passeios de bicicleta. O local ainda inclui atrações como o Jardim Zoológico e o Museu Nacional, além de uma vasta área verde para piquenique. Diariamente, das 6h às 17h. No horário de verão, fecha às 18h.

mapa-9.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Barra da Tijuca Apesar de parecer um bairro que só pode ser percorrido de carro, a Barra da Tijuca tem vias exclusivas para bikes em diversos trechos. Com 12 quilômetros de extensão, a ciclovia da orla se estende pelas praias da Barra e do Recreio, é bem sinalizada e possui bicicletários e calibradores. Na atura da Av. Ayrton Senna, esta faixa ainda se integra à outra via exclusiva para bikes, a Ciclovia Ayrton Senna-Américas, c om 7,5 quilômetros de extensão. Ela liga a Barra ao bairro de Jacarepaguá e, na altura das Av. das Américas, segue sobre o canteiro central no sentido São Conrado.

mapa-10.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

SOS Bike

Veja alguns lugares próximos às ciclovias para reparos de emergência:

Leblon:

- All Track Bycicles (alltrack.com.br)

Peças, acessórios, oficina e venda de bicicletas novas e usadas e aluguel.

Av. Ataulfo de Paiva, 1174, s/s, loja 06, Leblon, RJ

Tel: (21) 2239-0512, (21) 9211-3663

- BikeTech Leblon (biketech.com.br)

Peças, acessórios, oficina e venda de bicicletas novas.

Av. Bartolomeu Mitre, 455 A, Rio de Janeiro, RJ

Tel: (21) 2158-3340, (21) 2158-3349

Ipanema: - Bike e Lazer (bikelazer.com.br)

Peças, acessórios, oficina e vendas de bikes.

Rua Visconde de Pirajá, 135, Loja B (Próximo à praça General Osório)

Tel: (21) 2267-7778

Copacabana:

- Bike Zen

Peças, acessórios, oficina e venda de bicicletas

Rua Siqueira Campos, 264, loja B, Copacabana, RJ

Tel: (21) 2236-6557

- Special Bike (specialbikebotafogo.com.br)

Peças, acessórios, oficina e vendas de bikes.

Rua Barata Ribeiro, 458, Loja D, Copacabana, RJ

Tel: (21) 2547-9551

Botafogo:

- RTS Bike (rtsbm.com.br)

Peças, acessórios, oficina e vendas de bikes.

Rua da Passagem, 78, Loja D, Botafogo, RJ

Tel: (21) 3547-0478, 3547-0578

- Special Adventure (specialadventure.com.br)

Peças, acessórios, oficina, vendas de bikes novas e aluguel de bikes.

Rua General Polidoro 174, lojas B e C, esquina com Paulo Barreto (rua da feira), Botafogo, RJ

Tel: (21) 2266-3002

Centro: - Eliel Bike (elielbike.blogspot.com)

Peças e acessórios, Consertos em geral, pinturas, entregas em domicílio.

Rua do Rezende 127, Loja A, Centro, RJ (Em frente ao Laboratório Noel Nutels)

Tel: (21) 3904-1946, (21) 2221- 6088

Onde alugar?

Bike Rio O sistema de aluguel de bicicletas da Prefeitura possui 58 estações localizadas, em sua grande maioria, nos bairros da Zona Sul da cidade. O passe mensal custa R$ 10,00 e o diário R$ 5,00 (veja mais informações no site).

Lagoa

Em torno da Lagoa há pontos para aluguel de bicicletas, como o que fica em frente ao Parque Tom Jobim. O preço fica entre R$ 10,00 e R$ 12,00 a hora.

Copacabana Ao longo da Av. Atlântica, há cinco pontos com bicicletas do Bike Rio. Além disso, também há quiosques que alugam para os turistas passearem ao longo do calçadão.

Parque Madureira O Parque conta com quatro estações do sistema Bike Rio e ainda é possível alugar bicicletas de três lugares por R$ 10,00 o período de 30 minutos.

Leve sua bike por aí:

Se o caminho até a sua rota ideal não é tão perto ou propício para fazer pedalando, veja como você pode chegar até ela utilizando o transporte público:

Metrô: Uso liberado aos sábados, domingos e feriados, durante todo o dia. A entrada de bicicletas deve ser feita sempre no último carro de cada composição. Além disso, o Metrô Rio possui 11 bicicletários gratuitos para quem quiser combinar estes os tipos de transporte, que podem ser utilizados no horário de funcionamento do metrô (veja mais informações no site da empresa).

Trens: O embarque com bicicletas é liberado aos domingos durante todo o dia, em todos os vagões, com exceção do primeiro e do segundo.

Barcas: No percurso entre Praça XV e Niterói, o transporte de bicicletas é gratuito todos os dias da semana fora do horário de pico e em horários de contra fluxo. Em horários de pico, ele só é permitido mediante pagamento de tarifa. Bicicletas dobráveis têm transporte gratuito em qualquer horário, desde que estejam dobradas.

Fonte: VEJA RIO