UMA MÚSICA SOBRE A CIDADE

Rio 40 graus

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

Fernando Frazão
(Foto: Redação Veja rio)

Composto por Fausto Fawcett, Carlos Laufer e Fernanda Abreu, e gravado por ela no disco Sla2 ? Be Sample, de 1992, Rio 40 Graus é um batidão de canto falado, com imagens sobre o cotidiano, o lado bacana e também a face mais violenta da cidade, descrita em versos como sendo ?a capital do sangue quente do Brasil? e, em seu refrão definitivo, ?purgatório da beleza e do caos?. Extensa, a letra fala de comandos, cachorradas e submundos desta ?cidade de cidades misturadas?. O pódio das canções mais legais sobre o Rio se forma com duas pérolas que dizem muito sobre a personalidade do nativo: Cariocas, no plural, composição de 1994, assinada por Adriana Calcanhotto (segundo a gaúcha, somos bonitos, modernos, sacanas e não gostamos de sinal fechado), e Carioca, no singular, de Chico Buarque, 1998. Seu samba lento contrasta em pegada com a quarta música mais citada, o Rap da Felicidade, lançado em 1995 pelos MCs Cidinho e Doca ? para quem não ligou o nome à pessoa, aqui vai o início, conhecido por dez entre dez habitantes do Rio, e de qualquer classe social, tamanho foi o seu sucesso: ?Eu só quero é ser feliz/ andar tranquilamente na favela onde eu nasci/ é!?.

especial_cidade23.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
especial_cidade24.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO