ROTEIRO DA SEMANA

Crianças

Por: Bruna Talarico - Atualizado em

CINEMA

✪✪✪✪ HOTEL TRANSILVÂNIA. Cópias dubladas e em 3D.

✪✪✪✪ PROCURANDO NEMO 3D. Cópia dublada.

TINKER BELL -- O SEGREDO DAS FADAS. Cópia dublada em 3D.

ESPECIAL

CINEMATERNA. Criado em São Paulo, em 2008, o projeto animou a rotina das mães que, às voltas com os primeiros meses de maternidade, veem sua vida social e cultural escassear. Na programação, sessões de cinema são organizadas com horários e estrutura adequados para receber adultos e seus bebês: a potência dos aparelhos de ar condicionado é reduzida, assim como o volume do som das fitas exibidas. A iluminação permite que os pequenos brinquem nos tapetes de atividades e que as mamães troquem fraldas enquanto assistem ao filme. Ainda na entrada, voluntárias recepcionam o público e organizam o estacionamento para carrinhos de bebê. Na quinta (1º), às 14h, tem sessão da comédia americana Os Candidatos no Espaço Itaú de Cinema. Após a exibição, as mães se reúnem para um bate-papo no Scada Café, dentro do cinema. Espaço Itaú de Cinema (137 lugares). Praia de Botafogo, 316, Botafogo, ☎ 2559-8750. Quinta (1º), 14h. R$ 18,00.

DARWIN NO TOCORIMÉ. A exposição interativa sobre a vida e obra de Charles Darwin é apresentada a bordo do Tocorimé Pamatojari, maior navio veleiro de madeira do Brasil. É proposta uma viagem no tempo ao universo naturalista do britânico, levando o pequeno espectador a se sentir no HMS Beagle, embarcação à vela como a que abriga a exposição, que serviu de palco para as primeiras descobertas do evolucionista. Depois do Rio, a exposição viaja por mar para cidades costeiras do país. Marina da Glória. Avenida Infante Dom Henrique, s/nº, Glória, ☎ 9627-8129. Domingo (28), 9h às 16h. Grátis.

FIGURAS AMARELAS, de Márcio Cunha. Desenvolvido pela companhia Márcio Cunha Dança Contemporânea, o espetáculo voltado para o público infantil foi inspirado nos artistas plásticos brasileiros Gustavo e Otávio Pandolfo, mais conhecidos como Osgemeos. No palco, objetos delimitam o espaço cênico e se transformam na ponte entre os dançarinos Fabiano Nunes, Carolina Bahiense e Michelle França, que se movimentam com base nas posições de algumas figuras que aparecem nas obras dos artistas. Composta por Leonardo Miranda, a trilha tem inspiração na cultura regional brasileira e em canções infantis. Animações de Renato Vilarouca emolduram a encenação. Direção do autor (45min). Rec. a partir de 2 anos. Estreou em 20/10/2012. Teatro Dulcina (429 lugares). Rua Alcindo Guanabara, 17, Cinelândia, ☎ 2240-4879, ? Cinelândia. Sábado e domingo, 16h. R$ 10,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). Até domingo (4).

MUSEU DE ASTRONOMIA E CIÊNCIAS AFINS. Compõem a programação visitas orientadas ao museu e observação do céu por telescópio ou dentro de um planetário inflável. Nesta atividade, que acontece no domingo (28), às 15h e às 17h, os visitantes entram em uma cúpula em que é projetada a imagem de um céu estrelado -- nela, são explicados os planetas do sistema solar, a dinâmica dos movimentos celestes e a mitologia grega associada às constelações. Com 3,2 metros de altura e 6,4 metros de diâmetro, o planetário comporta até 30 pessoas por apresentação. Todas as atividades são gratuitas. Museu de Astronomia e Ciên-cias Afins. Rua General Bruce, 586, São Cristóvão, ☎ 3514-5200. Domingo (28), 14h às 18h. Grátis.

SESSÃO CRIANÇA. Próximo convidado do projeto que leva atrações infantis ao CCBB nos fins de semana, o ilustrador e animador Alexandre Bersot apresenta seus trabalhos. A participação acontece após uma sessão de cinema com uma seleção de filmes de animação produzidos pelos Estúdios Disney entre 1935 e 1938. Centro Cultural Banco do Brasil -- Sala de Cinema (102 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Sábado (3) e domingo (4), 14h. Grátis. Distribuição de senhas uma hora antes do evento.

SPANTINHA. O segmento infantil do Bloco Spanta Neném encerra as comemorações pelo mês do Dia da Criança com um evento gratuito. Compõem a programação atrações como a Escola de Música do Spanta Neném, o Circo Macaco Prego, oficinas de artes do picadeiro, pintura, brinquedos reciclados e mosaico, além de narração de histórias. Parque do Cantagalo. Avenida Epitácio Pessoa, s/nº, Lagoa. Informações, ☎ 7732-6291. Domingo (28), 10h. O ingresso é a doação de 1 quilo de alimento não perecível ou um par de sandálias de borracha.

O SENTIDO DA VIDA. O grupo de palhaços Roda Gigante, que há quatro anos atende crianças hospitalizadas em instituições públicas da cidade, apresenta o espetáculo musical com repertório bem-humorado, executado ao vivo. Canções como Besta É Tu, dos Novos Baianos, e Dor de Catuvelo, de Adoniran Barbosa, dividem espaço com versões inéditas de músicas internacionais do grupo cômico inglês Monty Python e de Frank Zappa. No elenco, Cristiana Brasil, Diogo Cardoso, Éber Inácio, Florência Santangelo, Julia Schaeffer, Guilherme Miranda, Kadu Garcia e Marcos Camelo. Direção-geral de Flávia Reis e direção musical de Guilherme Miranda (60min). Estreou em 27/10/2012. Centro de Referência Cultura Infância -- Teatro do Jockey (150 lugares). Rua Bartolomeu Mitre, 1110, Gávea, ☎ 3114-1286. Sábado e domingo, 16h30. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Estac. na Rua Mário Ribeiro, 410 (R$ 4,00 a hora). Até 16 de dezembro.

UNIVVVERRSSO GENTILEZA O MUNDO É REDONDO E O CIRCO ARREDONDADO. O Circo Crescer e Viver traz personagens inspirados no universo mítico de José Datrino, o Profeta Gentileza. O Capeta, o Cicrano, a Mulher, o Capataz e uma Multidão Distraída são retratados na produção que usa a linguagem circense para atualizar o legado do profeta. Espetáculo idealizado por Leonardo Guelman (75min). Estreou em 26/10/2012. Lona do Circo Crescer e Viver (290 lugares). Rua Carmo Neto, 143, Cidade Nova, ☎ 3972-1391, ? Praça Onze. Sexta e sábado, 20h; domingo, 18h.

R$ 20,00. Até 25 de novembro.

TEATRO

BAGUNÇA NO ZOOLÓGICO, de Cláudio Figueira. Na história, um trio de pinguins disputa uma corrida, mas pega a correnteza errada e vai parar em um zoológico. Os ingênuos Pingo (Marcelo Klein) e Gota (Rodrigo Souza) caem nas graças das patas Pataqui (Sara Marques) e Patacolá (Martina Blink e Cristiana Pompeo, revezando-se ao longo da temporada). Enquanto isso, o marrento Tocha (Carlos Viegas) faz amizade com o pavão Nicolau (André Lemos). Uma confusão se arma até a chegada da jovem Aline (Marina Motta) e da girafa Abrileia (Simone Centurione e Teka Balluthy, também se alternando). Direção do autor e de Carlos Artur Thiré (60min). Rec. a partir de 1 ano. Reestreou em 14/7/2012. Teatro das Artes (457 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), Gávea, ☎ 2540-6004. Sábado e domingo, 17h. R$ 60,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). Cc: M e V. Cd: R e V. IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até 25 de novembro.

✪✪✪ CABEÇA DE VENTO, de Cleiton Echeveste. Léo (Jan Macedo) é um menino de 8 anos apaixonado por pipas, que aprendeu a construir os brinquedos com o pai (Eduardo Almeida), morto recentemente. Para o garoto, ficam como legado dois objetos dos quais ele não se separa: uma pipa colorida e um livro sobre nomes que marcaram a história da humanidade. Um dia ele se perde num bosque, onde acaba encontrando três personagens desse livro: o inventor Benjamin Franklin, um dos pais da independência americana, a rainha chinesa Fu Hao e Ricardo Coração de Leão, rei da Inglaterra. Na bem cuidada produção, bambus e papéis de seda, materiais usados para fazer pipas, compõem a cenografia. Direção do autor (60min). Rec. a partir de 6 anos. Sesc Tijuca (264 lugares). Rua Barão de Mesquita, 539, Tijuca, ☎ 3238-2164. Sábado e domingo, 17h. R$ 12,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Até 11 de novembro. Reestreia prometida para sábado (3).

ERA UMA VEZ, E NÃO ERA UMA VEZ, de Breno Sanches e Camile dos Anjos. Indicado ao Prêmio de Teatro Infantil Zilka Salaberry 2011 na categoria de melhor texto por outro espetáculo infantil do Grupo Milongas, Breno Sanches se une a Camile dos Anjos para contar a história de um menino (Hugo Souza) que perde o avô, caindo assim em profundo desânimo. A partir de então, ele se mune da imaginação para escapar da tristeza: criaturas fantásticas resgatam sua alegria através de brincadeiras, danças e enigmas. A música ao vivo dá ritmo ao espetáculo que, há dez anos, marcou o início do Milongas. Direção de Breno Sanches (70min). Rec. a partir de 6 anos. Centro de Referência Cultura Infância -- Teatro do Jockey (150 lugares). Rua Bartolomeu Mitre, 1110, Gávea, ☎ 3114-1286. Sábado e domingo, 18h30. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). Estac. na Rua Mário Ribeiro, 410 (R$ 4,00 a hora). Até 16 de dezembro. Reestreia prometida para sábado (3).

A ESTRANHA VIAGEM DE MARIA CECÍLIA, de Carlos Cardoso. Criado com a colaboração de alunos da rede pública de ensino, uma iniciativa que visa à formação de plateia e à inclusão de crianças e jovens no processo de criação teatral, o espetáculo tem montagem poé-tica. Diana Hime, Gabriela Estevão e Stella Brajterman, atrizes do grupo Teatro das Possibilidades, dividem-se na interpretação da pequena Maria Cecília, protagonista da história, e de personagens que com ela interagem. Criativa, a menina vive de contar histórias que nunca terminam, deixando para o espectador, portanto, a tarefa de imaginar continuações para os enredos. Direção de Adriana Maia (60min). Rec. a partir de 6 anos. Estreou em 6/10/2012. Teatro Poeirinha (45 lugares). Rua São João Batista, 104, Botafogo, ☎ 2537-8053. Sábado e domingo, 17h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Até 4 de novembro.

✪✪✪✪ HISTÓRIAS DE ALEXANDRE, adaptação de Heloisa Leite a partir da obra de Graciliano Ramos (1892-1953). Autor de obras-primas como Cae-tés, São Bernardo e Vidas Secas, o escritor alagoano também produziu narrativas infantis. Uma delas, o livro de contos Histórias de Alexandre, de 1938, inspira o espetáculo homônimo, montagem repleta de lirismo com toques esmero, como a presença em cena do sexteto musical Pedra Lispe. Embalados por uma trilha executada ao vivo, ganham o palco o vaqueiro Alexandre (Antonio Karnewale e Cesar Amorim se alternam no papel) e sua mulher Cesárea (Marcê Porena). Para driblar a miséria do dia a dia, ele conta causos mirabolantes, pesquisados no nosso folclore pelo autor, nos quais aparece sempre como um herói invencível -- papel invariavelmente confirmado pela fiel mulher. No fim de tanta prosa, os personagens ganham um alento: a areia que enchia garrafas e colaborava para a aridez do cenário vira água em um truque surpreendente. Também à frente da direção, Karnewale tentou criar um universo lírico deixando de lado o caráter modernista do original (60min). Rec. a partir de 5 anos. Estreou em 29/9/2012. Centro Cultural Banco do Brasil -- Teatro II (158 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Sábado e domingo, 16h. R$ 6,00. Bilheteria: a partir das 9h (sáb. e dom.). Até domingo (4).

A MENINA DA BIBLIOTECA, de Elisa Machado. A montagem do Grupo Teatro Luz & Cena de Novo Hamburgo, do Rio Grande do Sul, traz ao Rio de Janeiro a história de Alfa (Bianca Valadares), Beto (Diogo Fijimura) e Tico (Rodrigo Viegas), três artistas que se veem às voltas com a falta de criatividade para a idealização de um espetáculo. Pressionado pelo patrão e pela falta de tempo hábil, o trio busca inspiração em uma biblioteca. É lá que eles conhecem Leninha (Allineh Moura), uma menina tímida e introspectiva que prefere os livros às pessoas. Histórias de autores como Monteiro Lobato, Mário Quintana e Ziraldo são desbravadas pelo grupo, que consegue enfim concluir sua tarefa graças à menina da biblioteca. Direção da autora (60min). Rec. a partir de 4 anos. Estreou em 20/10/2012. Teatro Clara Nunes (527 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), Gávea, ☎ 2274-9696. Sábado e domingo, 17h. R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até 25 de novembro.

✪✪✪✪ A MENINA E O VENTO, de Maria Clara Machado (1921-2001). Nova montagem para o clássico levado ao palco pela primeira vez em 1963. André Mattos, figura conhecida da televisão e do cinema, interpreta o Vento. É com ele que a menina Maria (Isabella Dionísio) estabelece uma grande amizade, enfrentando a desconfiança dos adultos. A cena da garota voan-do pelos céus nas costas do amigo, apresentada na temporada original através do pioneiro uso de slides, desta vez é projetada em 3D, com direito a óculos distribuídos à plateia. Direção de Cacá Mourthé (60min). Rec. a partir de 3 anos. Estreou em 30/6/2012. O Tablado (147 lugares). Avenida Lineu de Paula Machado, 795, Lagoa, ☎ 2294-7847. Sábado e domingo, 17h. R$ 30,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). IC. Até 16 de dezembro.

✪✪✪✪ NO JOGO DO CAIPORA CURUPIRA JOGA AGORA, de Demetrio Nicolau. O espetáculo da Cia. Pop de Teatro Clássico começa propondo uma brincadeira. Escoltadas pelo músico Allysson Alves (violão e percussão), as atrizes Clara Santhana e Paula Cavalcanti andam sobre uma espécie de tabuleiro gigante, obedecendo ao número de um dado lançado por elas ou por uma criança na plateia. São 26 casas, cada uma com a sigla de um estado brasileiro e uma letra do alfabeto. Cada avanço inspira um esquete sobre a cultura popular do país, que pode envolver dramatização em cima de histórias de nosso folclore, cantigas, parlendas e adivinhações. Sem esforço, a garotada entra no jogo, canta junto, arrisca respostas para as charadas -- e, de quebra, toma lições sutis de geografia e primeiras letras. Mérito do diretor e autor Demetrio Nicolau, que juntou essas pontas de forma divertida, e das atrizes, que aliam talento e disposição em cena (50min). Rec. a partir de 5 anos. Reestreou em 6/10/2012. Teatro Maria Clara Machado (125 lugares). Rua Padre Leonel Franca, 240 (Planetário da Gávea), Gávea, ☎ 2274-7722. Sábado e domingo, 17h. R$ 20,00. Bilheteria: 14h/21h (seg. a sex.); a partir das 14h (sáb. e dom.). Até 4 de novembro.

AS PAPARUTAS, de Lázaro Ramos. Escrita pelo ator em 2002, a peça já ganhou montagens na Bahia e no Espírito Santo. No Rio, no entanto, tem estrutura diferente: a encenação, antes defendida por elenco mirim, agora conta com intérpretes adultos. Inspirada na festa popular homônima que acontece na Ilha do Pati, no município baiano de São Francisco do Conde, a fábula é narrada por Jovi (Samuel de Assis), um garoto inventivo. Ele conta a história das paparutas, guardiãs da cultura africana. A chegada de uma nova integrante ao grupo (Maria Gal) desperta a insegurança da líder da turma (Renata Celidônio). A personagem decide, então, com a ajuda de seu mensageiro, Feio (Munir Kanaan), que todos serão transformados em seu ideal de perfeição: ela mesma. Direção de Luiz Antônio Pillar (80min). Rec. a partir de 7 anos. Estreou em 8/9/2012. Teatro Fashion Mall -- Sala 2 (297 lugares). Estrada da Gávea, 899 (Fashion Mall), São Conrado, ☎ 2422-9800. → Sábado e domingo, 17h. R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. Estac. (R$ 8,00 por duas horas). Até 25 de novembro.

✪✪✪ O PATINHO FEIO, adaptação de Maria Clara Machado. Paulo Mathias Jr. encarna o papel-título na versão de Maria Clara (1921-2001) para o conto de Hans Christian Andersen: o filhote de cisne que corta um dobrado por ser chocado no ninho de uma pata (Fabiana Valor) a confusão, como se sabe, leva-o a ser uma pioneira vítima de bullying. A bela trilha sonora, cantada sobre uma base pré-gravada, é do maestro John Neschling, ex-regente da Osesp. Simples e belos, os figurinos e o cenário de Clívia Cohen chamam a atenção das crianças pelas cores e dos adultos pelo capricho. O elenco interpreta inventivas coreografias de Renato Vieira e tem rendimento correto. Direção de Bernardo Jablonski (1952-2011) e Fabiana Valor (60min). Rec. a partir de 2 anos. Imperator -- Centro Cultural João Nogueira (607 lugares). Rua Dias da Cruz, 170, Méier, ☎ 2596-1090. Sábado e domingo, 16h. R$ 25,00. Bilheteria: 14h/20h (ter. a sex.); a partir das 10h (sáb. e dom.). Até 25 de novembro. Reestreia prometida para sábado (3).

UMA PEÇA COMO EU GOSTO, de Marcello Morato. Clássicos de William Shakespeare são apresentados de forma mais compreensível para o público infantil: a trágica história de Hamlet, por exemplo, desenrola-se em uma festa junina no interior; os românticos Romeu e Julieta são herdeiros de famílias de pizzaiolos que descendem de imigrantes italianos; e a ação de A Tempestade, a última peça do bardo inglês, acontece em meio a elementos que remetem à Floresta Amazônica, em alusão à ilha que serve de refúgio para a família aristocrática que protagoniza a trama. O espetáculo tem um quê de metalinguagem: os personagens em cena, Desdêmona Catarina (Laura Telles), Cordélia Viola (Viviane Netto) e Troilo Cimbelino (Leonardo Miranda), são atores de uma companhia de teatro mambembe que percorre o Brasil com bonecos e instrumentos musicais. A trilha sonora, assinada por Leandro Muniz e Leonardo Miranda, é composta de doze canções interpretadas ao vivo pelo elenco que se vale de instrumentos como acordeão, triângulo, zabumba e pandeiro para introduzir as crianças em ritmos como maracatu, samba, frevo, embolada e até rap. Direção de Lucio Mauro Filho e Duda Maia (60min). Rec. a partir de 5 anos. Estreou em 20/10/2012. Oi Futuro Ipanema (120 lugares). Rua Visconde de Pirajá, 54, 3º andar, Ipanema, ☎ 3131-9333, ? General Osório. → Sábado e domingo, 16h. Excepcionalmente no domingo (28), sessão às 11h. R$ 15,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). No domingo (28), a partir das 10h. Até 9 de dezembro.

UM PEDAÇO DO SONHO, de Fernando Barcellos. Inspirado na obra Sonho de uma Noite de Verão, de William Shakespeare, o texto encenado pelo grupo de teatro Os Arteiros, da Cidade de Deus, conta a história de Pedro Quiabo (Marcelo Mariano), menino atrapalhado que fica de recuperação na escola. A diretora (personagem que nunca aparece em cena, representada ludicamente na trama pelo público) lhe dá uma chance: pede ao rapaz que monte uma peça de teatro com seus amigos. É aí que a criançada se une para levar ao palco uma versão da história escrita pelo bardo inglês. Direção do autor (45min). Rec. a partir de 5 anos. Estreou em 27/10/2012. Espaço Tom Jobim (500 pessoas). Rua Jardim Botânico, 1008, Jardim Botânico, ☎ 2274-7012. Sábado e domingo, 15h. R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). Até domingo (4).

Fonte: VEJA RIO