Saúde

Primeiro caso de zika vírus é registrado no Rio

No país desde abril, doença causa febre, enjoo e dores

Por: Redação Veja Rio

aedes-aegypti-dengue.jpg
Aedes aegypti: mosquito da dengue também transmite zika (Foto: Redação Veja rio)

A Fundação Oswaldo Cruz confirmou o primeiro caso de zika vírus na cidade do Rio. Transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, a doença circula no país desde abril.

+ Mitos e verdades sobre a dengue

De acordo o subsecretário de Vigilância em Saúde Alexandre Chieppe, o vírus não é transmitido de pessoa para pessoa. Quem é contaminado apresenta sintomas como febre, manchas pelo corpo com coceira, enjoo e dores musculares, de cabeça e nas articulações. Uma diferença em relação à dengue são os olhos vermelhos em alguns casos, que não chegam a incomodar o doente. Porém, é necessária avaliação clínica para distinguir zika e dengue.

+ Casos de dengue em 2015 triplicam em relação a 2014

Em nota no site do Governo do Estado, Chieppe explica que a maneira mais eficaz de evitar a proliferação do zika é o combate ao Aedes aegypti. Sendo assim, ele recomenda que as pessoas mantenham caixas d'água vedadas, sacos de lixos fechados e recolham recipientes que possam acumular água parada. Em geral, a infecção pelo vírus dura cerca de cinco dias e o tratamento da doença é baseado em hidratação e medicamentos para os sintomas.

Fonte: VEJA RIO