EXPOSIÇÕES

Luigi Ghirri e Chico Albuquerque

Instituto Moreira Salles recebe duas exposições de alto nível dedicadas à fotografia

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

Luigi Ghirri

AVALIAÇÃO ✪✪✪✪

Chico Albuquerque

AVALIAÇÃO ✪✪✪

Coleção Herdeiros de Luigi Ghirri
(Foto: Redação Veja rio)

Porto seguro para apreciadores de fotografia, o Instituto Moreira Salles recebe duas exposições de alto nível dedicadas ao suporte. Pensar por Imagens ? Ícones, Paisagens, Arquiteturas, individual do italiano Luigi Ghirri (1943-1992), é a maior delas. Com 300 imagens, a mostra revela algo mais do que um profissional em busca da documentação do visível. Em sua obra, Ghirri promoveu uma desconstrução conceitual ao investigar questões como o embate entre o mundo real e sua representação. Para refletir sobre essas armadilhas visuais, ele realizou o que chamou de ?fotomontagens na realidade?, valendo-se de transparências, reflexos, sobreposições, névoas, sombras e fotos de fotos. Pioneiro da fotografia publicitária no Brasil, o cearense Chico Albuquerque (1917-2000) tem cerca de 120 registros exibidos em O Estúdio Fotográfico. Há belíssimos retratos ligados à arquitetura, como o dos bastidores da construção do Pavilhão da Bienal, projetado por Oscar Niemeyer, no Parque do Ibirapuera, cenas da capital paulista (onde Albuquerque se radicou, em 1945), poses de personalidades e, como não poderia deixar de ser, cliques feitos para vender produtos, de máquinas de costura a automóveis, passando por prosaicas meias-calças.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 13 de abril.

Fonte: VEJA RIO