EXPOSIÇÕES

Dança das cadeiras

Conheça três destaques da mostra Design Brasileiro, Moderno e Contemporâneo, em cartaz na Caixa Cultural até domingo (4)

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

FOTOS André Nazareth/divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)

Easy Chair

Em 1970, Oscar Niemeyer (1907-2012) dedicou seu traço inconfundível à criação de móveis. Um deles é este conjunto de poltrona e pufe cujo nome, em tradução literal, quer dizer ?cadeira fácil?. As curvas que caracterizam as edificações criadas pelo arquiteto estão presentes nos pés das peças, um deles ligado ao encosto da poltrona, produzidos com madeira prensada.

roteiro-expos-02-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Cadeira de Três Pés

Concebida em 1947, é uma das mais famosas criações de Joaquim Tenreiro (1906-1992), designer português que se radicou no Brasil. Encosto e assento são feitos de ripas de vários tipos de madeira de lei ? jacarandá, roxinho, pau-marfim, imbuia e mogno ? com cores de diversos tons. Os pés são maciços. Surpreendentemente, não há pregos em nenhuma parte do móvel, apenas encaixes.

roteiro-expos-03-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Cadeira África

Um dos mais prestigiados designers brasileiros na atualidade, o paulista Rodrigo Almeida criou este móvel em 2006. A riqueza cromática e a forma como o material foi utilizado, cordas de PVC entrelaçadas em torno de uma base de madeira, evocam a cultura africana e sua influência sobre o Brasil. O trabalho foi inteiramente feito a mão.

Fonte: VEJA RIO