DIVERSÃO

Campanha da Anistia Internacional reúne atividades culturais na Praça São Salvador

Maratona de cartas em defesa dos direitos humanos terá DJ?s, oficinas, instalações e grupos musicais

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

anistia.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A partir desta sexta (6), 77 países do mundo recebem a maratona de cartas "Escreva por Direitos". Promovido pela Anistia Internacional, o evento acontece todos os anos por ocasião do Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado no dia 10 de dezembro, e é considerado o maior evento do mundo dedicado ao tema. No Brasil, o Rio de Janeiro é a cidade que promove o lançamento oficial da campanha e terá, na sexta (6) e no sábado (7), uma série de atividades culturais na Praça São Salvador, no bairro do Flamengo, onde fica a sede da instituição no Brasil.

Durante a maratona, milhares de pessoas têm a oportunidade de escrever cartas em defesa dos direitos de indivíduos e comunidades em risco. O objetivo de exercer pressão sobre as autoridades para garantir que os direitos humanos sejam respeitados. Além da coleta de assinaturas, o evento oferecerá ao público diversas atividades culturais, como DJ?s, oficina de origami, performances artísticas e apresentação de samba.

Durante a próxima semana, a equipe da Anistia Internacional visitará ainda diversos pontos do Rio para coleta de assinaturas para a campanha. Mais informações no site maratonadecartas.org.br.

Veja abaixo a programação completa:

SEXTA - 6/12

18h às 22h: Rio Hoppers e Manie DansanteO grupo de dança Rio Hoppers, especializado no ritmo americano Lindy Hop, agita o lançamento da maratona de cartas ?Escreva por Direitos? ao som dos DJ?s da festa Manie Dansante, com ElectroSwing, Swing, New Jazz e outros ritmos quentes.

SÁBADO - 7/12

8h às 10h: Intervenção urbana e gravação do clipe da canção Flor de Maio

O músico e compositor Pedro Logän propôs dedicar o clipe da canção Flor de Maio, do seu CD Alabê, para apoiar o trabalho da Anistia Internacional em defesa dos direitos humanos. O clipe será gravado durante uma intervenção urbana idealizada pelo artista, que fará distribuição de flores a pessoas aleatórias nas ruas, primeiramente sozinho, e depois acompanhado de voluntárias e voluntários.

10h às 12h: Oficina de Origami

Durante a manhã, todos que estiveram na praça poderão aprender a fazer flores de lótus em dobraduras de papel. Ao final da oficina, as flores serão utilizadas em uma instalação que será fotografada, em solidariedade à ativista pelo direito à moradia cambojana Yorm Bopha, que é um dos casos destacados na maratona de cartas em 2013.

12h às 14h ? Instalação Flor de Lótus

Será montada uma instalação com as flores produzidas na parte da manhã para que o público tire fotos e envie mensagens de solidariedade à ativista pelo direito à habitação cambojana Yorm Bopha, um dos casos da Maratona de Cartas 2013.

14h às 16h ? Palavras que mudam vidas: oficina de cartas

Este momento será uma oportunidade de resgatar a experiência da escrita de cartas, passando por todas as etapas, desde escrever, até selar e envelopar.

15h às 17h30 ? Arte Urbana por Direitos

Serão criados painéis inspirados nos seis casos trabalhados na maratona Escreva por Direitos de 2013. Enquanto o mural é criado, DJs se revezarão no coreto, mantendo a energia lá no alto para que a defesa dos direitos humanos se fortaleça.

18h ? grupo de samba Batuque no Coreto

O grupo de samba fecha a programação animando o público na praça.

Fonte: VEJA RIO