DIVERSÃO

Caixa Cultural apresenta ciclo de leituras dramatizadas de clássicos da literatura

A partir desta quarta (4), evento revisita obras de Beckett, Goethe e outros a partir de dramaturgos contemporâneos

- Atualizado em

guilherme-weder.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A Caixa Cultural apresenta, a partir desta quarta (4), o 1º Ciclo de Leituras Dramatizadas Raiz e Fruto - a dramaturgia contemporânea a partir de clássicos. Ao longo de cinco encontros, os atores Leonardo Neto, Erica Migon, Miguel Lunardi, Branca Messina, Adriano Garib e Georgette Fadel apresentam um recorte da produção dramatúrgica atual criada a partir de grandes clássicos. O evento, que acontece até domingo (8), contará ainda com debates entre autores e pesquisadores sobre as releituras e suas obras de origem. A curadoria é do ator e diretor Guilherme Weber.

Confira a programação completa:

4 de junho (quarta-feira)

19h - Fausto Um, de Sérgio Viralobos e Antônio Thadeu Wojciechowski

O texto é uma transcrição dos poetas para Urfaust (Proto-Fausto), de Goethe. Após a apresentação haverá debate com os autores.

5 de junho (quinta-feira)

19h - Até que o dia os separe ou Uma questão de luz, de Peter Handke

O texto é um eco ao clássico de Samuel Beckett, A Última Gravação de Krapp, e traz uma resposta feminina ao velho e solitário personagem Beckettiano. Após a apresentação haverá debate com a professora Helena Martins (PUC-Rio).

6 de junho (sexta-feira)

19h - , de Fernando Marques

Na releitura de Woyzeck, do alemão Georg Buchner, o autor reelabora o lirismo e o humor patético do texto de base, acrescentando à história os valores lúdicos de versos metrificados e rimados, a que se somam quatro canções, ligando esta versão à tradição do teatro musical brasileiro de índole política. Após a apresentação haverá debate com o autor.

7 de junho (sábado)

19h - Estou te escrevendo de um país distante, de Felipe Hirsch

O texto é uma leitura para o trabalho de Antônio Abujanra, Um Certo Hamlet, criado a partir do olhar do italiano Giovani Testori sobre Shakespeare. Após a apresentação haverá debate com a professora Célia Arns de Miranda (UFPR).

8 de junho (domingo)

18h - Nossa Cidade, de Will Eno

Inspirado no clássico de Thorton Wilder, o dramaturgo criou uma pequena cidade para um drama que discorre sobre vida, morte e o que acontece entre elas. Após a apresentação haverá debate com a professora Célia Arns de Miranda (UFPR).

A Caixa Cultural fica na Avenida Almirante Barroso, 25, Centro. Todas as apresentações são gratuitas, com senhas distribuídas uma hora antes do início de cada encontro. Mais informações pelo telefone 3980-3815.

Fonte: VEJA RIO