DE BRAÇOS ABERTOS

Um alívio para o público e para a cidade

Prefeitura promete instalar 100 banheiros públicos masculinos até outubro

Por: - Atualizado em

Ufa! São apenas três letrinhas, mas expressam bem a sensação do público com a instalação das cem primeiras "Unidades de Fornecimento de Alívio", um nome criativo para uma necessidade antiga da cidade: banheiros públicos. Foram três anos de pesquisas, em que técnicos da Prefeitura estudaram os modelos utilizados nas principais metrópoles do mundo até chegar ao ideal para o perfil local: fácil de usar e de manter, além de ocupar pouco espaço e ser resistente a atos de vandalismo.

ufa.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Durante todo o último ano, foram testados alguns modelos no Largo do Machado, Lapa, Madureira e nas Praças General Osório e Saens Pena, visando ao aperfeiçoamento das estruturas, até que o modelo atual fosse definido. A versão final, que acaba de chegar às ruas, conta com ligação direta à rede de esgoto, tem uma válvula que bloqueia o mau cheiro e não utiliza água corrente, numa proposta ecologicamente correta.

lagoa.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Todas as regiões da cidade serão beneficiadas com as UFAs, graças a uma parceria estabelecida com a concessionária Adshell, responsável pelo mobiliário urbano carioca. A empresa investiu cerca de R$ 2 milhões nos equipamentos, confeccionados em aço inoxidável. O primeiro deles foi colocado na Praça Santos Dumont, na Gávea, outros treze já estão em funcionamento em bairros como Jacarepaguá e Lagoa. Os demais devem ser instalados até outubro. A média diária de utilização de cada UFA é de 1.300 pessoas. A manutenção dos equipamentos é realizada pela Comlurb duas vezes por dia. "Considero este um grande legado que podemos deixar para a cidade. A manutenção das UFAs é algo muito simples e a população abraçou o projeto", comemora o secretário de Conservação e Serviços Públicos, Marcus Belchior

cinelandia.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Secretaria de Conservação já definiu 40% das posições e tem realizado vistorias para escolha dos demais locais em que as UFAs serão colocadas. Na Zona Sul, foram escolhidas as praças Nossa Senhora da Paz (Ipanema), Cardeal Arcoverde (Copacabana) e do Russel (Glória). Na Lagoa, estão definidos quatro pontos: nos parques dos Patins e das Taboas, no Corte do Cantagalo e próximo ao Parque da Catacumba. Santa Teresa terá a sua no Largo dos Guimarães, enquanto o Centro vai contar com os equipamentos na Cinelândia, no Aeroporto Santos Dumont, na Avenida Treze de Maio e nas praças da Cruz Vermelha e do Mascate. Serão ainda outras seis UFAs na Zona Oeste e onze na Zona Norte. Até a Ilha de Paquetá será atendida, com a instalação prevista de quatro equipamentos.

Fonte: VEJA RIO