Poesia sem Fim

Tipos de Gêneros dramáticos: Drama
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

(Droits réservés/Divulgação)

Não se pode dizer que o chileno Alejandro Jodorowsky  seja um diretor acomodado. Aos 88 anos, o cineasta narra parte de sua vida, de forma bastante arrojada, em Poesia sem Fim. Quando moleque, Alejandro escrevia poesias contra a vontade do pai. Já na casa dos 20 anos, o jovem, interpretado por Adan Jodorowsky (no centro da foto), filho do realizador, abandonou a família e foi viver numa comunidade de artistas. De forma esfuziante e alegórica, com cores berrantes e imagens fortes, a adolescência do protagonista envolve pelo choque visual. Não tarda, porém, para a trama se arrastar em situações repetitivas e blá-blá-blá monótono. Direção: Alejandro Jodorowsky (Poesía Sin Fin, Chile/França, 128min). 16 anos.

Assista ao trailer:

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s