• Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Pedro Moraes

Baiana radicada no Rio desde a década de 70, a cantora Daúde distinguiu-se pela voz potente e pela capacidade de surpreender no repertório. Esses atributos reaparecem no seu quinto disco, Código Daúde, o primeiro lançado em doze anos, base para a apresentação de segunda (25), no Theatro Net Rio. Entre as faixas do álbum surgem, transformadas por novos arranjos, Babalu (sucesso de Ângela Maria), Como Dois Animais, de Alceu Valença, e o delicioso samba Falso Amor Sincero, de Nelson Sargento. Os dois, aliás, vão participar do show em Copacabana.

Ficha técnica

Duração: 60 minutos

Recomendação: 14 anos

Publicidade

Publicidade