• Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Pedro Moraes

Sucesso de público desde 2012, A Pequena Vendedora de Fósforos volta para o palco onde estreou, o Oi Futuro Ipanema, no sábado (11). Inspirado no original do dinamarquês Hans Christian Andersen — autor de, entre outras narrativas, O Patinho Feio e A Pequena Sereia —, o espetáculo recorre ao lirismo para tratar de temas áridos, como perdas e solidão. Em cena, Maria (Dayse Pozato) é uma menina pobre que anseia por uma vida melhor. Com frio e fome, ela busca abrigo na fantasia, sonhando acordada com belas histórias e as memórias de sua avó (Jacyan Castilho). O tom dramático, que se mantém até o fim, não afastou o público. “Toda a nossa trajetória, desde a estreia, tem sido emocionante”, diz Dayse. A montagem traz ainda o ator Alexandre David, que, assim como Jacyan, se divide em outros personagens. A peça foi o último trabalho da diretora Lúcia Coelho, morta em outubro do ano passado, aos 79 anos. Vencedora de mais de vinte prêmios por criações dirigidas ao público infantil, com mais de cinquenta produções no currículo, Lúcia foi professora de nomes como Clarice Niskier e Zezé Polessa. Rec. a partir de 4 anos.

Ficha técnica

Duração: 60 minutos

Publicidade

Publicidade