Clique e assine por apenas 7,90/mês

Wagner Moura fará filme para a Netflix

Cinebiografia do diplomata Sérgio Vieira de Mello, morto em um ataque a bomba à sede da ONU em Bagdá, começa a ser rodado em agosto

Por Redação VEJA RIO - 26 jul 2018, 15h36

Começa a ser rodado em agosto o filme que vai contar a história do diplomata brasileiro Sérgio Vieira de Mello, morto em um ataque a bomba à sede da ONU em Bagdá, em 2003. Wagner Moura vai interpretar o papel-título da cinebiografia, que tem roteiro de Craig Borten inspirado no livro “O homem que queria salvar o mundo”, de Samantha Power, ex-embaixadora dos Estados Unidos para a ONU.

O longa, que será rodado no Brasil e também em algum país do Oriente Médio, terá distribuição pela Netflix em 2019, ainda sem data definida. No elenco também estão a cubana-americana Ana de Armas, que viverá a economista argentina Carolina Larriera, mulher de Vieira de Mello, bem como os atores Garret Dillahunt, Will Dalton, Clemens Schick e Brían F. O’Byrne. As filmagens devem durar seis semanas. A direção é de Greg Barker.

Publicidade