Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Três obras para ver na… Galeria Silvia Cintra

A nova mostra do espaço, feita com o próprio acervo, destaca pinturas, esculturas e fotografias de artistas de diferentes gerações

Por Marcela Capobianco Atualizado em 15 jan 2021, 11h13 - Publicado em 15 jan 2021, 06h00

Um passeio por obras de artistas de diferentes gerações, que despertam sensações complementares nos visitantes. É o que propõe a exposição do acervo, montada na galeria Silvia Cintra.

+ Museu a céu aberto: esculturas do Parque da Catacumba são revitalizadas

Sem título (1990), de Amilcar de Castro (1920-2002).

Pintura com pinceladas multicoloridas
Amilcar de Castro: um desafio ao concretismo Galeria Silvia Cintra/Divulgação

A pintura em tinta acrílica sobre eucatex faz parte da fase em que o artista se dedicou a obras mais abstratas.

+ Mangueira ocupa o MAM com oficinas paralelas a homenagem a Hélio Oiticica

Camélias e Elefante (2009), de Miguel Rio Branco.

Composição de 9 fotografias de camélias e uma árvore
Miguel Rio Branco: fotografia flerta com a arte abstrata Galeria Silvia Cintra/Divulgação

O políptico com nove registros feitos na natureza propõe uma visão mais conceitual sobre a fotografia.

Continua após a publicidade

+ Mostra na Gávea aborda diversidade de linguagens artísticas

Construtivismo Musical (2010), de Nelson Leirner (1932-2020).

Pintura simula um piano
Nelson Leirner: objetos do cotidiano transformados em obra de arte Galeria Silvia Cintra/Divulgação

+ Japonesa ChiharuShiota ganha mostra no CCBB

Confeccionada em madeira lacada, a obra evidencia a habilidade do artista de transformar em arte objetos que fazem parte do dia a dia.

Rua das Acácias, 104, Gávea. Seg. a sex., 10h/19h. Sáb., 12h/18h. Grátis. Até 27 de fevereiro.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade