Clique e assine por apenas 4,90/mês

Três mostras abrem no Paço Imperial

Destaque para mostra fotógrafica sobre o centenário da Revolução Russa

Por Renata Magalhães - Atualizado em 8 dez 2017, 15h13 - Publicado em 8 dez 2017, 15h12

A União Soviética através da Câmera. No centenário da Revolução Russa, a União Soviética é retratada pelo olhar de seis fotógrafos de variadas origens. Voltados para o cotidiano dos habitantes, os 200 registros em preto e branco de Leonid Lazarev, Vladimir Lagrange, Yuri Krivonossov (foto), Victor Akhlomov, Vladimir Bogdanov e Antanas Sutkus cobrem o período entre 1956 e 1991, ano da separação das repúblicas socialistas.

Alexandre Dacosta. O escritor e artista plástico carioca apresenta poemas-objeto e poesias gráficas que fazem parte de seu novo livro, autopoese. São trinta obras tridimensionais que usam materiais como a traseira de um carro, em Vi !…Aturas?, e antigas placas de preço, fortemente manipuladas. Sete vídeos de curta duração completam o acervo.

Hiléia. Dois trabalhos do paulistano Antonio Saggese norteiam a escolha das 46 fotografias que compõem a mostra: realizados entre 2014 e 2017, Hiléia e Yg abordam as belezas míticas da Floresta Amazônica. Um toque peculiar é o uso de câmera digital infravermelha, que transmite aos visitantes a impressão de que as imagens são gravuras ou mesmo desenhos a bico de pena.

› Paço Imperial. Praça Quinze de Novembro, 48, Centro. Terça a sexta, 12h às 19h; sábado e domingo, 12h às 18h. Grátis. Até 25 de fevereiro. Abertura na quinta (14)

Publicidade