Clique e assine por apenas 3,90/mês

Teatro PetraGold reabre com 10% da capacidade de público

Peças A Alma Imoral e A Vida Passou Por Aqui vão receber apenas quarenta pessoas por sessão. Com distanciamento, é claro

Por Marcela Capobianco - Atualizado em 2 out 2020, 10h55 - Publicado em 2 out 2020, 10h54

Apesar do projeto que oferece peças com transmissão pela internet estar de vento em popa, o Teatro PetraGold, no Leblon, vai voltar a receber espectadores neste fim de semana. Cada sessão terá, no máximo, quarenta pessoas na plateia, dispostas com distanciamento, é claro.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

As peças escolhidas para a nova etapa são A Alma Imoral, monólogo de Clarice Niskier que há 14 anos vem arrebatando o público no Brasil todo, e A Vida Passou Por Aqui, com texto e atuação da atriz Claudio Mauro. Em cena, ela tem a companhia de Édio Nunes.

+ Maria Ribeiro: “Meu Brasil é o que toca no rádio”

A Alma Imoral.

A Alma Imoral
Clarice Niskier: de volta ao PetraGold, para sessões para quarenta pessoas Dalton Valério/Divulgação

Para contar histórias e parábolas da tradição judaica, Clarice vale-se somente de uma cadeira e de um enorme pano preto que transforma-se em oito diferentes vestes – mantos, vestidos, burcas, véus. A atriz, que venceu o prêmio Shell pelo trabalho, fica nua em cena durante grande parte do tempo e propõe reflexões sobre conceitos milenares da história da civilização: corpo e alma, certo e errado, traidor e traído, obediência e desobediência. A supervisão artística é de Amir Haddad.

Continua após a publicidade

Reestreia neste sábado (3). Temporada aos sábados, 20h. R$ 50,00 no teatropetragold.com.br (vendas somente on-line). Até 28 de novembro. 80 minutos. Classificação etária: 14 anos.

A Vida Passou Por Aqui.

A Vida Passou por Aqui: amizade improvável entre professora e faxineiro emociona a plateia Dalton Valério/Divulgação

Vencedora do Prêmio APTR de 2017 na categoria melhor autor, Claudia Mauro volta a encenar o espetáculo, acompanhada por Édio Nunes. A improvável amizade entre uma solitária professora e um simples faxineiro emociona a plateia. Costurada por músicas de Chico Buarque e Martinho da Vila, a peça fala sobre o envelhecimento e a necessidade da compaixão. A direção é de Alice Borges.

Reestreia neste domingo (4). Temporada: domingos, 20h. R$ 50,00 no teatropetragold.com.br. Até 29 de novembro. 80 minutos. Classificação etária: 14 anos.

+ Cinemas Drive-In apostam em clássicos para arrebatar o público

Teatro PetraGold. Rua Conde de Bernadotte, 26, Leblon. 80 minutos. Classificação etária: 14 anos.

Continua após a publicidade
Publicidade