Continua após publicidade

Show de Valesca Popozuda no MAR e mais atrações grátis no fim de semana

Programação traz aniversário do Theatro Municipal, apresentações de blocos de Carnaval, nova exposição no MAR e concertos de harpa, entre outros

Por Kamille Viola
Atualizado em 12 jul 2024, 14h07 - Publicado em 11 jul 2024, 18h23

Aniversário do Theatro Municipal

O espaço celebra seus 115 anos, com uma série de atrações gratuitas no domingo (14). A programação começa às 10h, com a Banda dos Fuzileiros Navais. Em seguida, às 11h, tem visita guiada ao prédio histórico. Às 12h, o Assyrio recebe apresentação com alunos da Escola de Dança Maria Olenewa (EDMO) e o cinco primeiros-bailarinos do Theatro Municipal. Às 12h30, outra vez os alunos da EDMO. Às 14h, a Camerata Jazz Brasil toca no foyer, com a participação especial da regente Priscila Bomfim, e às 15h é a vez Orquestra Sinfônica Jovem de Bordeaux, da França. Às 15h30, acontece abertura de uma exposição fotográfica sobre a Itália nos teatros da América Latina, do Instituto Italiano de Cultura. Às 16h, no Assyrio, será apresentada uma palestra sobre a ópera Il Tritico, que encerra a programação. A ópera, no entanto, já está com os ingressos esgotados.

Praça Floriano, s/nº, Centro. Dom. (14), 10h. Grátis. Os ingressos devem ser retirados uma hora antes de cada espetáculo.

Theatro Municipal
Theatro Municipal: espaço celebra 115 anos com programação gratuita no domingo (Alexandre Macieira/Riotur)

Erica Navarro

Acompanhada por Aline Falcão (piano e sintetizador), Gui Braz (violão, viola e flauta) e Priscila Brigante (bateria e percussão), a violoncelista apresenta o repertório de seu primeiro álbum solo de composições próprias, Aqui (2022), que passa por ritmos como baião, caboclinho, moda de viola, toque de Obaluaê e maculelê.

Espaço Cultural BNDES. Avenida República do Chile, 100, Centro. Sex. (12), 19h. Grátis.

Favela Brass

Cortejo da fanfarra, que é oriunda do programa homônimo de educação musical para jovens nas favelas e escolas públicas do Rio, conduzido pelo multi-intrumentista britânico Tom Ashe, com foco na música popular brasileira e o jazz. O repertório é típico dos blocos de rua carioca, de sambas e marchinhas ao funk carioca e o jazz.

Parque das Crianças, Aterro do Flamengo. Sáb. (13), 11h. Grátis.

Continua após a publicidade

Imagem e Semelhança

A primeira individual de Lucas Finonho, com curadoria de Mélanie Mozzer e Osmar Paulin, traz 12 obras inéditas do artista, que é uma das promessas do cenário da arte brasileira. Assim como a natureza, que, mesmo ameaçada pelo homem, consegue sobreviver, o artista busca se refazer a todo custo. Jovem negro, gay e periférico, em seu trabalho ele traz reflexões sobre fragmentações e reconstruções pelas quais passa. Suas criações misturam pintura e brita, em uma metáfora para as dificuldades da vida contemporânea.

Museu de Arte do Rio (MAR). Praça Mauá, 5, Centro. Ter. a dom., 11h/18h (última entrada às 17h). Grátis. De 13 de julho a 3 de novembro.

lucas-finonho
Lucas Finonho: artista usa pintura e brita em seus trabalhos que integram a mostra Imagem e Semelhante, que abre este sábado (13) no MAR (./Divulgação)

Josiel Konrad

O trombonista, cantor e compositor faz um mergulho no jazz com uma pitada de funk carioca, sua marca registrada, interpretando clássicos e faixas de seu mais recente álbum, Boca no Trombone (2023). A apresentação integra o festival High Line New York.

New York City Center.  Avenida das Américas, 4.666, Barra. Sáb. (13), 18h. Grátis.

Noite do Rock

Na véspera do Dia do Rock, os blocos Fanfarra Maldita, Metais Pesados e Bloco MixTape interpretam clássicos do gênero em versões carnavalescas.

Continua após a publicidade

Banca do André. Rua Pedro Lessa, Centro. Sex. (12), 19h. Grátis.

Rio Harp Festival

Maior festival dedicado ao instrumento no mundo, o evento reúne harpistas de 20 países, com concertos durante todos os dias de julho. Na sexta (12), o harpista mexicano Baltazar Juarez (15h) e o Euron Ensemble (18h) são atrações do CCJF. No sábado (13), o público pode conferir Baltazar Juarez (13h) e Banda Sinfônica do Corpo de Fuzileiros Navais Giovana Sanches (15h) no Museu da República. Encerrando a semana, o Museu do Exército recebe Baltazar Juarez, em apresentação com a participação especial da Orquestra de Cavaquinhos de Cabo Frio.

Centro Cultural Justiça Federal (CCJF). Avenida Rio Branco, 241, Centro. Sex. (12), 15h e 18h. Grátis. Museu da República. Rua do Catete, 153. Sáb. (13), 13h e 15h. Grátis. Museu do Exército. Forte de Copacabana. Praça Coronel Eugenio Franco, 1. Dom. (14), 15h. Grátis.

euron-ensemble
Euron Ensemble: grupo da Itália se apresenta no RioHarp Festival (Fluo.making/Divulgação)

Rock Zine Fest

O evento reúne música, gastronomia e feira de quadrinhos, com oficina de fanzines, quiz , área kids, discotecagem do DJ Renato Lima e show das bandas A Última Gangue, Cidade Partida e Circus.

Livraria Belle Époque. Rua Soares, 50, Méier. Sáb. (13), 14h/22h. Grátis.

Continua após a publicidade

Samba da Harmonia

Criado na Praça da Harmonia, na Gamboa, o grupo traz um repertório em que o gênero dialoga com vários outros ritmos afro-brasileiros.

Praça dos Professores. Rua Pedro Lessa, em frente ao nº 35, Centro. Sex. (12), 19h. Grátis.

Tá Tendo Rock Sunset

Em comemoração pelo Dia Mundial do Rock, os blocos Dinossauros Nacionais, Bloqueen e Que Bloco é Esse?! mostram seu repertório de sucessos do gênero.

Quiosque Zero Nove. Praia do Flamengo, altura do posto 2. Dom. (14), 15h. Grátis.

Theo Bial e Raoni Ventapane

Cantores, compositores e instrumentistas, o filho de Pedro Bial e o neto de Martinho da Vila apresentam o show Da Raiz à Bossa, com repertório de samba e bossa nova.

Continua após a publicidade

Parque Garota de Ipanema. Avenida Francisco Bhering, Arpoador. Dom. (14), 15h30. Grátis.

theo-bial-e-raoni-ventapane
Theo Bial e Raoni Ventapante: cantores e músicos se apresentam juntos no Parque Garota de Ipanema (Fernanda Assis/Divulgação)

Valesca

A cantora faz um pocket-show em comemoração ao Dia Nacional do Funk. Além de cantar grandes sucessos de sua carreira, ela apresenta as faixas inéditas de seus dois recém-lançados EPs: De Volta Pra Gaiola: Amor e De Volta Pra Gaiola: Amor de Verdade. Nos novos trabalhos, ela explora diversos ritmos e influências além do funk, passando pelo R&B, pagode e trap. Antes, ela participa de um bate-papo com Michele Miranda, autora do livro Funk Delas – A História Contada Pelas Mulheres, e Alana Leguth, cofundadora da KondZilla, com mediação de Tamiris Coutinho, autora de Cai de Boca no Meu B*c3t@o – O Funk Como Potência do Empoderamento Feminino e uma das consultoras da exposição Funk: Um Grito de Ousadia e Liberdade.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, 5, Centro. Sex. (12), 16h/21h. Bate-papo: 18h30. Show: 19h30. Grátis.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.