Clique e assine com até 65% de desconto

Sete shows presenciais para assistir no fim de semana

Do forró de Pedro Miranda ao repertório romântico de Daniel Boaventura, não faltam opções para se divertir fora de casa

Por Marcela Capobianco Atualizado em 4 nov 2020, 18h36 - Publicado em 4 nov 2020, 17h28

Pouco a pouco, artistas começam a matar a saudade dos palcos, cercados de cuidados, é claro. Neste fim de semana, o Rio terá shows presenciais na Cidade das Artes, no Vivo Rio, na Casa de Cultura Laura Alvim e no Teatro Multiplan, na Barra. Os ritmos são distintos: do romântico Daniel Boaventura ao funkeiro Kevin O Chris, que grava o segundo DVD da carreira. Confira os detalhes:

Guto Goffi.

Retomando a turnê que começou em março e logo depois foi paralisada pela pandemia do novo coronavírus, Guto Goffi, um dos fundadores do Barão Vermelho, será o responsável por capitanear a volta das atividades na Casa de Cultura Laura Alvim. A reestreia está marcada para esta sexta (6), às 20h30. O teatro vai receber apenas 59 pessoas a cada show (um terço da capacidade total). Acompanhado do grupo O Bando do Bem, Goffi tocará músicas de C.A.O.S (Confusões Artísticas e Obras Sonoras), além de canções dos dois primeiros álbuns do baterista, Alimentar, de 2011, e Bem, lançado em 2016, e sucessos compostos por ele para o Barão Vermelho.

Sexta (6), 20h30. Casa de Cultura Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema. R$ 40,00. Telefone: (21) 2332-2016.

+ Marina da Glória terá festival de música com Paralamas e Zeca Pagodinho

Daniel Boaventura.

daniel-boaventura-dvd-2014-show-fotos-marcos-hermes-ag-lens-99.jpeg
Daniel Boaventura: dez anos de carreira com show híbrido no Vivo Rio Marcos Hermes/Divulgação

No sábado (7), o ator e cantor leva todo o seu charme ao palco do Vivo Rio para comemorar dez anos de carreira com um show que pode ser assistido na plateia e em casa, pela internet. Os lugares serão pré-marcados, respeitando sempre a regra de um terço da capacidade do estabelecimento e o uso de máscara será indispensável em todos os momentos. Os fãs poderão optar por uma mesa fechada de quatro lugares ou de dois lugares, com espaçamento de dois metros entre cada uma. Os camarotes situados no segundo piso serão vendidos com apenas quatro lugares. No repertório estão releituras de canções de Frank Sinatra, Elvis Presley , Barry White, Luis Miguel, Tom Jobim e Roberto Carlos.

Sábado (7), 21h. Vivo Rio. Avenida Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo. Ingressos: R$ 100,00 a R$ 180,00. Vendas no site Eventim.

Helga Nemetik e Tony Lucchesi.

Helga Nemetyk: atriz e cantora, vice-campeã do programa Popstar, solta a voz ao lado de Tony Lucchesi Divulgação/Divulgação

A atriz e cantora se junta ao premiado diretor musical de teatro Tony Lucchesi, no piano, para um show com repertório dedicado ao Rhythm & Blues, no Teatro Prudential. Helga e Tony vão passear por canções de Amy Winehouse, Aretha Franklin, Alicia Keys e muitas outras vozes norte-americanas. Para receber o público reduzido, serão colocadas mesas para duas pessoas, com capacidade máxima de 116 pessoas, respeitando as normas de distanciamento. Uma cobertura transparente fica disponível em caso de chuva. Quem preferir pode assistir à live, com ingressos a R$ 15,00.

Sábado (7), 20h. Teatro Prudential. Rua do Russel, 804, Glória. Ingressos: R$ 50,00 a R$ 80,00. Vendas na Sympla.

Luan.

Luan: compositor de hits de Anitta e Ludmilla lança carreira solo após fim da dupla com Saulo Pôncio Divulgação/Divulgação

Conhecido pelo trabalho na dupla UM44K, ao lado de Saulo Pôncio, e fenômeno na internet, o cantor e compositor se lançou em um trabalho solo e chega, no próximo sábado (7), ao Teatro Multiplan, no VillageMall, na Barra, para um show da turnê do projeto Varanda do Luan. Para o show, o jovem de 24 anos preparou uma mistura de R&B e pop. O teatro está funcionando com 50% da capacidade.

Continua após a publicidade

Sábado (7), 20h30. Teatro Multiplan. Shopping VillageMall. Avenida das Américas, 3 900, Barra. Ingressos: R$ 70,00 a R$ 130,00. Vendas na Sympla ou no BarraShopping.

+ Filme Marighella, de Wagner Moura, tem nova data de estreia

Kevin O Chris.

Kevin O Chris: artista que disseminou o Baile da Gaiola produziu ininterruptamente na quarentena Felipe Braga/Divulgação

Responsável por levar o Baile da Gaiola para muito além do Rio de Janeiro, o funkeiro adotou uma linguagem mais pop em suas músicas durante a quarentena. A nova safra do cantor e produtor, que mesclou instrumentos de corda e teclados com a já conhecida batida do funk 150 bpm, vai poder ser conhecida pelo público na gravação do DVD Todo Mundo Ama O Chris, neste sábado (7), na Cidade das Artes. Os fãs ficarão em cercadinhos ao ar livre.

Sábado (7), 19h. Cidade das Artes. Avenida das Américas, 5300, Barra da Tijuca. A partir de R$ 700,00 (seis pessoas). Vendas no Ingressocerto.com.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Forró da Gávea.

O tradicional trio de forró pé de serra, formado por sanfona, triângulo e zabumba, ganhou a fina companhia do violão e do contrabaixo acústico no Forró da Gávea, projeto criado pelo cantor e compositor Pedro Miranda há dois anos. No domingo (8), o grupo, que além de Pedro conta com Kiko Horta (sanfona), Rafael dos Anjos (violão), Durval Pereira (zabumba) e Pedro Aune (baixo acústico) chega à Glória, no Prudential, para tocar clássicos do gênero, como Riacho do Navio (Luiz Gonzaga e Zé Dantas), ABC do Sertão (Luiz Gonzaga e Zé Dantas), Forró no Escuro (Luiz Gonzaga) e Abri a Porta (Dominguinhos), além de músicas de uma nova geração de compositores, como Domingos (João Cavalcanti e Zé Renato), Xodó de Lamparina (Moyséis Marques e Zé Paulo Becker) e De Cangote em Cangote (Thiago da Serrinha).

Domingo (8), 18h. Teatro Prudential. Rua do Russel, 804, Glória. Ingressos: R$ 50,00 a R$ 60,00. Vendas na Sympla.

+ Festival Ilumina Zona Oeste terá debates, oficinas e shows on-line

Moacy Luiz e Samba do Trabalhador.

Moacyr Luz e Samba do Trabalhador: novo modelo de shows no Renascença Marluci Martins/Divulgação

A tradicional roda de samba voltou ao Renascença, há algumas semanas, com um novo formato. Agora, os músicos se apresentam de frente para a plateia, em formato de show. A casa funciona com 50% da capacidade e o público fica distribuído em mesas, com distanciamento social mínimo estabelecido. O ingresso (R$ 100,00 a R$ 250,00) dá direito a uma mesa fechada, com até cinco lugares. As vendas são feitas somente on-line. O Samba do Trabalhador é formado por Moacyr Luz (voz e violão), Daniel Neves (violão de 7 cordas), Alexandre Marmita (voz e cavaco), Gabriel Cavalcante (voz e cavaco), Nego Alvaro (voz e percussão), Luiz Augusto Lima Guimaraes (percussão), Nilson Visual (surdo), Junior De Oliveira (percussão) e Mingo Silva (voz e pandeiro).

Segunda (9), 16h30. Renascença Clube. Rua Barão de São Francisco, 54, Andaraí. R$ 100,00 (mesa para duas pessoas) a R$ 250,00 (para cinco pessoas). Classificação: 18 anos (menores de idade devem estar acompanhados por um responsável).

Continua após a publicidade
Publicidade