Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Samba de domingo a domingo: um roteiro para curtir a semana toda

Na volta das atividades, tem batucada de bamba todo dia na cidade, da Zona Norte à Zona Sul. Confira a seleção de Veja Rio

Por Kamille Viola 19 nov 2021, 15h53

Segunda – Samba do Trabalhador
Criada em 2005, a roda comandada por Moacyr Luz é um clássico das segundas-feiras e retornou ao circuito adaptada às medidas de segurança vigentes. Renascença Clube. Rua Barão de São Francisco, 54, Andaraí. 16h30. → R$ 30,00 (meia solidária).

Terça – Beco do Rato
A casa tem shows diversas vezes por semana. Em novembro, as terças estão sendo ocupadas pela roda Samba que Elas Querem, organizada por mulheres. Rua Joaquim Silva, 11, Lapa. 20h. Ingressos pelo http://www.sympla.com.br. R$ 25,00.

Quarta – Bar da Alcione, O Casarão da Marrom
Recém-aberta, a filial do bar no Catete tem uma animada programação de quarta a segunda. No dia 24 de novembro, a atração é o grupo Revelação. Rua Pedro Américo, 277, Catete. 19h30. → R$ 30,00.

Quinta – Carioca da Gema
A tradicional casa voltou a funcionar, de terça a sábado. No dia 25 de novembro a atração é o Sons Brasil, de Bruno Barreto, ex-Grupo Semente. Rua Mem de Sá, 79, Lapa. 21h. Ingressos pelo http://www.barcariocadagema.com.br. R$ 25,00.

Sexta – Roda de Samba da Pedra do Sal
Em uma das regiões mais concorridas da cidade, a roda voltou a ocupar o lugar que é o berço do samba carioca, com muito batuque de sexta a segunda. Nos intervalos, DJ Jeffinho. Rua Argemiro Bulcão, s/nº, Saúde. 18h/2h. Grátis.

Sábado – Samba da Feira
Acontece desde 2016 no Armazém do Engenhão, também conhecido como armazéns da Praça do Trem. É preciso retirar o ingresso, gratuito, antecipadamente. Rua José dos Reis, s/nº, Engenho de Dentro. 16h. Ingresso pelo http://www.guicheweb.com.br. Grátis.

Domingo – Baródromo
Reaberto em abril, o reduto está retomando a programação musical aos poucos. Em todo o primeiro domingo do mês a casa recebe sua roda de sambas-­enredo. A próxima é no dia 5 de dezembro. Rua Dona Zulmira, 41, Maracanã. 15h. → Grátis.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade