Clique e assine por apenas 4,90/mês

Rodrigo Sha mistura artes visuais e música em inusitada mostra

Multiinstrumentista, ele compôs canções exclusivas para as obras de arte de artistas de rua

Por Renata Magalhães - 15 jul 2017, 10h30

 Hipersensorial. Na divulgação de seu mais recente álbum, Melodrama, a cantora Lorde revelou uma experiência com a sinestesia — em resumo, uma relação entre sensações distintas que a levaria, por exemplo, a ver cores na música. Quem quiser ter impressões semelhantes às da diva neozelandesa só precisará dar um pulo até a Casa França-Brasil, onde está em cartaz uma mostra concebida pelo saxofonista Rodrigo Sha. O músico reuniu dez obras dos grafiteiros Fábio Ema, Ayrá Crespo e Marcelo Lamarca e, inspirado em cada uma delas, compôs músicas, que são tocadas em fones de ouvido enquanto os visitantes circulam pela exposição. Do psicodélico eletrônico atribuído a Shamanismo à trilha de O Encontro com o Pássaro, o programa resulta em uma experiência singular. Três esculturas de Flávio Rossi, incluindo a imponente Pensador (foto), integram o acervo. De segunda a sexta, sempre às 18h, Sha promove um pocket show em um pequeno palco montado no histórico salão. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro. Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até o dia 30.

Publicidade