Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Relembre cinco momentos marcantes do System of a Down

Quarteto volta após show marcante no Rock in Rio 2011. Confira este e outros destaques da carreira do grupo que mistura rock e política

Por Rafael Cavalieri Atualizado em 5 dez 2016, 11h53 - Publicado em 24 set 2015, 17h09

Quarteto nascido nos Estados Unidos, mas de origem armena, o System of a Down (ou SOAD para os íntimos) volta ao Rock in Rio desta vez como headliner – eles se apresentaram antes do Guns N’ Roses em 2011. A sonoridade pesada e única é uma de suas marcas registradas. A outra são as letras de cunho político que apenas reforçam a importância e relevância do grupo. Para aquecer as turbinas, confira abaixo cinco momentos marcantes da carreira.

+ Veja os demais destaques da cobertura do Rock in Rio 

Primeiro lugar nas paradas

Os primórdios do System of a Down datam de 1992, mas foi apenas em 2001 que o grupo chegou ao estrelato. Toxicity, o segundo álbum, estrou já no primeiro lugar da Billboard. Entre as canções do disco estão Chop Suey!, Aerials e Prison Song, obrigatórias em qualquer show. O álbum só reforçou o psoicionamento político da banda.

 

Continua após a publicidade

Clipe polêmico

No ano seguinte (2002), o System of a Down lançou o disco Steal This Album!. Uma das faixas, Boom!, ganhou um clipe bem polêmico. O vídeo traz imagens de protestos ao redor do mundo contra a guerra ao Iraque promovida pelos Estados Unidos. O Rio e São Paulo estão na lista das cidades.

 

Continua após a publicidade

Álbum “duplo” e Grammy

Em 2003, a banda entra em seu primeiro hiato. Mas a volta dois anos depois veio com estilo. Em 2005 foram lançados dois discos de uma vez: Mesmerize, em maio, e Hypnotize, em novembro. Ambos chegaram ao topo das paradas no mesmo ano, o que colocou o SOAD em uma posição que apenas outras duas bandas de rock haviam alcançado: Beatles e Guns N’ Roses. Foi em 2005 também que o grupo conquistou seu primeiro e único Grammy. B.Y.O.B. levou o prêmio de melhor performance de Hard Rock (confira o clipe da canção abaixo).

 

Continua após a publicidade

Rock in Rio IV

Após o segundo hiato, que durou quatro anos, o System veio pela primeira vez ao país. E a estreia foi com o pé direito: o quarteto fez um show impecável na noite de encerramento da quarta edição do Rock in Rio. Quebrando o padrão, tocaram por quase duas horas bem mais do que outros co-headliners. Para muitos, a banda superou o show dos Guns N’Roses, o principal da noite.

 

Continua após a publicidade

Show na Armêmia

Em abril deste ano veio o momento mais marcante da trajetória da banda. Descendentes de armenos, os quatro integrantes se apresentaram pela primeira vez por lá para relembrar o aniversário de 100 anos do genocídio que marcou o país. Mais de 50 mil pessoas se amontoaram em uma noite de muita chuva em uma praça. Foram mais de duas horas de som transmitidos ao vivo pela internet.

Continua após a publicidade

Publicidade