Clique e assine com até 65% de desconto

Peças de gêneros variados voltam ao circuito

Espetáculo estrelado por Lázaro Ramos e Taís Araújo, "O Topo da Montanha" faz temporada no Imperator

Por Renata Magalhães Atualizado em 22 jan 2018, 12h20 - Publicado em 13 jan 2018, 15h00

Euforia. Primeira apresentação teatral pública no Reduto, casa de artes do ator Marco Nanini, o sensível solo com Michel Blois (foto) divide-se em dois monólogos de tipos socialmente “invisíveis”: um velho em um asilo e uma jovem paraplégica. Texto de Julia Spadaccini. Direção de Victor Garcia Peralta (50min). 14 anos. Reduto. Rua Conde de Irajá, 90, Botafogo. Segunda a quarta, 20h. Grátis (colaboração espontânea). Até o dia 24. Reestreia na segunda (15).

Doia Sequeira/Divulgação

Dona Encrenca, Só Muda o Endereço. Para celebrar seu aniversário de 70 anos, Bemvindo Sequeira (foto) volta ao Rio após intervalo de três anos com um stand-up comedy autoral, inspirado em seu próprio casamento. Situações corriqueiras ganham seu olhar pleno de humor e prometem provocar identificação entre os casais na plateia (60min). 14 anos. Sala Municipal Baden Powell. Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 360, Copacabana. Segunda, 19h. R$ 50,00. Até 26 de fevereiro. Reestreia na segunda (15).

Juliana Hilal/Divulgação

O Topo da Montanha. Lázaro Ramos interpreta o ativista político Martin Luther King (1929-1968) no espetáculo com texto da americana Katori Hall. Ao seu lado (na foto), Taís Araújo, carregando na comédia, interpreta uma camareira atrevida que chega para mudar a pragmática visão de vida do líder antirracismo (90min). 12 anos. Imperator — Centro Cultural João Nogueira. Rua Dias da Cruz, 170, Méier. Sábado, 21h; domingo, 19h. Sessões extras na sexta (19) e no dia 26, 21h30. R$ 60,00 a R$ 70,00. Até 4 de fevereiro. Reestreia no sábado (20). 

Guga Melgar/Divulgação

Pressa. A nova produção da Companhia Os F… Privilegiados reestreia após curta temporada em 2017. Com texto de Octávio Martins, a peça apresenta personagens marcados pela brutalidade em um mundo sob a lógica do imediatismo. Também em cena, ao lado de Rafaela Amado e Rose Abdallah, João Fonseca (na foto, com Mariah Viamonte) divide a direção com Nello Marreze (70min). 16 anos. Teatro Glaucio Gill. Praça Cardeal Arcoverde, s/nº, Copacabana. Sexta, sábado e segunda, 21h; domingo, 20h. R$ 40,00. Até 19 de fevereiro. Reestreia na sexta (19).

Continua após a publicidade
Publicidade