Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Herança negra: Museu da História e Cultura Afro-Brasileira chega à Gamboa

Espaço possui um acervo de 2 500 itens, entre pinturas, esculturas e fotografias, além de trabalhos de artistas plásticos contemporâneos

Por Kamille Viola Atualizado em 16 dez 2021, 19h09 - Publicado em 17 dez 2021, 06h00

O Rio ganhou um reforço e tanto na preservação e celebração da memória negra na cidade. Depois de quatro anos no papel, o Museu da História e Cultura Afro-Brasileira (Muhcab) finalmente foi inaugurado pela Secretaria Municipal de Cultura. O espaço possui um acervo de 2 500 itens, entre pinturas, esculturas e fotografias, além de trabalhos de artistas plásticos contemporâneos que dialogam com o local.

+ Dinâmica urbana: Silvia Cintra + Box 4 recebe mostra de Laercio Redondo

Vizinho ao Cais do Valongo, principal ponto de desembarque de escravizados nas Américas, o lugar é mais um atrativo na região da Pequena África. Formada pelos bairros da Zona Portuária, ela foi batizada assim por Heitor dos Prazeres por abrigar negros escravizados e alforriados após a proibição do tráfico negreiro no país.

Rua Pedro Ernesto, 80, Gamboa. Qui. a sáb., 10h/16h. Grátis. http://www.rio.rj.gov.br/web/muhcab.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade