Clique e assine por apenas 3,90/mês

Marcos Caruso estreia solo sobre o mundo da arte

Experiente ator estrela a peça <em>O Escândalo Philippe Dussaert </em>no Teatro Maison de France

Por Renata Magalhães - Atualizado em 5 dez 2016, 11h07 - Publicado em 27 ago 2016, 01h00

Mesmo com mais de quarenta anos de carreira, bate um nervosismo por estar sozinho em cena?

Sinto frio na barriga pela responsabilidade, não por medo. Mas não estou sozinho. Contraceno com o público, confiando em sua boa interpretação como personagens daquela história.

Como você chegou até esse texto?

As donas da Galeria de Arte CorMovimento Ltda. compraram os direitos e entregaram o texto para mim. Fui escolhido para o papel, não por um diretor, mas pelo próprio público, o que é muito mais interessante. Quando li a história, soube na hora que gostaria de falar sobre isso.

Que tipo de reflexão artística a peça propõe?

O texto usa as artes para falar sobre a vida e pequenos escândalos cotidianos, o que é basicamente a função do teatro. Seu sucesso está na simplicidade de contar uma boa história e em discutir de forma despretensiosa o papel da arte, seja ela qual for.     

Continua após a publicidade
Publicidade