Clique e assine por apenas 4,90/mês

MALHA recebe samba para financiar campanha contra assédio

Campanha de financiamento coletivo #NãoéNão tem como objetivo espalhar tatuagens temporárias durante o carnaval

Por Redação Veja Rio - Atualizado em 30 out 2017, 19h17 - Publicado em 30 out 2017, 17h59

O galpão MALHA recebe nesta terça (31) uma roda de samba com o grupo Samba Que Elas Querem, formado apenas por mulheres. O evento funciona no esquema de contribuição consciente, ou seja, não há um valor pré-definido e cada um paga o quanto acha justo.

A renda será revertida para a campanha de financiamento coletivo #NãoéNão, cujo objetivo é espalhar tatuagens temporárias por cinco estados no próximo carnaval em uma luta contra o assédio. Neste ano, um grupo de amigas cariocas resolveram bancar a produção de quatro mil tatuagens temporárias distribuídas gratuitamente no Rio. O sucesso foi tanto que o grupo resolveu expandir para São Paulo, Minas Gerais, Bahia e Pernambuco e para isso precisam arrecadar cerca de dezoito mil reais. Até o momento, faltam cerca de dois mil.

Até o dia 6 de novembro é possível colaborar pelo site https://benfeitoria.com/naoenao. As recompensas incluem diferentes quantidades de tatuagens, camisa, cordinha de óculos e até chinelo.

MALHA. Rua General Bruce, 274 – São Cristóvão. Terça (31), 18h. Entrada: contribuição consciente para apoio ao projeto.

Continua após a publicidade
Publicidade