Clique e assine por apenas 7,90/mês

Ladeira da misericórdia é tombada pelo Iphan

Via se junta à Igreja Nossa Senhora de Bonsucesso e ao hospital Santa Casa de Misericórdia, ambas construções históricas tombadas na região do Castelo

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 28 set 2017, 14h48 - Publicado em 28 set 2017, 14h25

Uma das primeiras vias públicas da cidade do Rio de Janeiro, a Ladeira da Misericórdia, foi tombada nesta quarta (27) pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Histórico Nacional (IPHAN). Aberta em 1567, a ladeira é o único acesso intacto ao primeiro centro urbano do Rio, o Morro do Castelo.

Resistente a todo desmanche que aconteceu ao seu redor, a via ainda mantém seu calçamento pé de moleque original, feito por escravos. O local se junta à Igreja de Nossa Senhora de Bonsucesso e ao prédio do hospital Santa Casa de Misericórdia, ambas construções históricas tombadas na região do Castelo, no Centro do Rio. A proposta foi aprovada por unanimidade na 87ª reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural.

Publicidade