Clique e assine por apenas 7,90/mês

Já é Natal em Petrópolis: cidade prepara grande festa em dezembro

Decoração opulenta, desfiles e shows fazem parte da programação do "Natal Imperial", que começa sexta (1º)

Por Renata Magalhães - Atualizado em 24 nov 2017, 14h37 - Publicado em 24 nov 2017, 14h25

Um dos hábitos mais arraigados da família imperial brasileira era bater em retirada do Rio a cada início de verão. Era só o termômetro avançar para a casa dos 30 graus para que o imperador, a imperatriz, príncipes e agregados embarcassem para Petrópolis e ficassem bem longe do calorão, dos mosquitos e dos miasmas insalubres da então capital. Com isso, criou-se a tradição entre a nobreza verde-amarela de as festas de fim de ano acontecerem no palácio de verão, o atual Museu Imperial. Imponentes e concorridas, as celebrações acabaram incorporadas ao calendário da cidade, com ruas e monumentos decorados para a ocasião e farta programação em torno das comemorações, até caírem completamente no esquecimento em 2016. A partir de 1º de dezembro, entretanto, esse passado pomposo será resgatado com a volta das celebrações a Petrópolis. Parceria entre a administração pública e a iniciativa privada, o Natal Imperial foi concebido nos moldes do evento que anima a cidade gaúcha de Gramado. A celebração se estenderá até 6 de janeiro, custará aproximadamente 1,2 milhão de reais aos cofres públicos, e a expectativa é que injete 200 milhões de reais na economia local. “Queremos potencializar o que a gente tem de melhor e criar uma festa que apresente isso aos moradores e aos visitantes”, afirma Leonardo Randolfo, diretor-­presidente do Instituto de Cultura e Esportes, ligado à prefeitura local, e idealizador do projeto.

Leonardo Randolfo, o criador da festa: a inspiração veio de Gramado (RS) Felipe Fittipaldi/Veja Rio
divulgação/Divulgação

Os fãs dos agitos natalinos que subirem a serra terão uma noção da grandiosidade da festa logo na entrada da cidade. No lago do Palácio Quitandinha, uma árvore flutuante dará as boas-vindas aos visitantes. A via principal do centro será palco de desfiles temáticos com mais de 300 artistas. Icônico ponto turístico, a Praça da Liberdade será transformada na Vila Imperial, onde ficará a Casa do Papai Noel. Protagonista da festa, o Bom Velhinho tem chegada prevista para o domingo 3. Famosa rua de butiques, a 16 de Março ganhará um Túnel de Luzes, enquanto um grande presépio de peças francesas, assinadas pelo escultor Jean Magrou, encantará os visitantes da Catedral São Pedro de Alcântara. A cada semana, dezoito atrações resgatarão o espírito natalino (confira os destaques abaixo), e os moradores também têm sido estimulados a participar por meio de um concurso que escolherá a casa mais bem decorada — o vencedor ganhará uma viagem a Portugal.

O clima é de otimismo na rede hoteleira, que pretende alcançar, nos fins de semana, uma taxa de 80% de ocupação dos leitos. Mais de trinta restaurantes estarão envolvidos no evento através do selo Sabor Natal Imperial. “Queremos nos tornar uma referência para o Estado do Rio”, explica o presidente da associação Petrópolis Convention & Visitors Bureau, Samir El ­Ghaoui. Com mais de 2 milhões de lâmpadas usadas apenas na decoração das ruas, o brilho já está garantido.

 

Publicidade

 

Publicidade
Divulgação/Divulgação
Publicidade