Clique e assine com até 65% de desconto

Frescobol recebe o titulo de patrimônio imaterial do Rio

Esporte criado na década de 40 foi reconhecido pelo Instituto Rio Patrimônio da Humanidade

Por Redação VEJA RIO Atualizado em 5 dez 2016, 12h23 - Publicado em 9 fev 2015, 16h03

 

Ao lado do mate de galão das praias, da torcida do Flamengo e das marchinhas de Carnaval, o Rio acaba de ganhar mais um item para sua lista de patrimônios imateriais. Foi publicado nesta segunda (9), no Diário Oficial do Município, o decreto que dá o título ao Frescobol.

A prática esportiva recebe o título de patrimônio cultural no ano em que comemora 70 anos de criação. Após estudos do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, o reconhecimento considerou o frescobol como parte do “estilo de vida” da cidade e totalmente associado à paisagem cultural das praias do Rio de Janeiro.

O frescobol foi inventado em 1945, nas areias da Praia de Copacabana, no trecho conhecido como posto 2,5, localizado entre a Rua Duvivier e o Copacabana Palace.

+ Conheça os melhores quiosques da orla do Rio

Continua após a publicidade
Publicidade