Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Festival no Oi Futuro reflete sobre os efeitos do confinamento na pandemia

Lugar de Cabeça Lugar de Corpo estreia nesta sexta (13) centro cultural no Flamengo, com performance, e ainda tem instalação e intervenção cênica

Por Kamille Viola 10 Maio 2022, 19h17

A discussão sobre saúde mental vai tomar conta do Oi Futuro com três projetos que vão ocupar o centro cultural paralelamente. O primeiro deles é a performance Uma Mulher ao Sol, que estreia nesta sexta (13) no teatro do espaço.

+ União de livrarias faz surgir novo polo cultural no Jardim Botânico

O trabalho do Projeto Trajetórias tem dramaturgia criada a partir de trechos do livro-diário Hospício é Deus (1965), de Maura Lopes Cançado, e direção de Ivan Sugahara. Usando a linguagem da dança e do teatro físico, as atrizes Danielle Oliveira e Maria Augusta Montera abordam a relação entre a experiência do confinamento durante a pandemia e a reclusão vivenciada pela escritora em uma de suas internações no Centro Psiquiátrico Nacional, no Engenho de Dentro, Zona Norte do Rio.

Compartilhe essa matéria via:

O espetáculo não tem fala, mas traz a voz gravada de Danielle lendo trechos do livro, narrando o dia a dia de Maura na instituição, que durou cinco meses (de outubro de 1959 a março de 1960). Daqui, a performance vai para o prestigioso Festival de Avignon, na França, em julho.

+ Olha a boa: grandes nomes da MPB fazem shows a 5 reais na Laura Alvim

Continua após a publicidade

Em 18 de maio, Dia Nacional da Luta Antimanicomial, a instalação Arte em Travessia chega ao espaço. Com curadoria de Marcelo Valle, vai expor materiais históricos da psiquiatria e obras de usuários da rede pública de saúde mental e de artistas visuais ligados ao Espaço Travessia, Núcleo de Cultura e Ciência do Instituto Municipal Nise da Silveira.

+ Planetário abre as portas para mostrar o eclipse total da Lua

Por fim, no dia 19 começa a temporada da intervenção cênica Entrada Franca aos Visitantes, conduzida pelas atrizes Anna Fernanda e Nady Oliveira. Criado pelo coletivo En La Barca Jornadas Teatrais e com dramaturgia de Bruno Peixoto, o projeto utiliza a linguagem do teatro documental e se estrutura a partir de narrativas de mulheres que vivenciaram o cotidiano das internações psiquiátricas de alguma forma, seja como usuárias ou como profissionais da saúde.

Oi Futuro: Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo. Uma Mulher ao Sol: Sex. a dom., 20h. Grátis (é preciso retirar senha). Arte em Travessia: Qua. a dom., 11h/18h. Grátis. Entrada Franca aos Visitantes: Qui a dom., 14h/18h. Grátis. Até 12 de junho.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado, com Blogs e Colunistas que são a cara da cidade.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

App Veja para celular e tablet, atualizado mensalmente com todas as edições da Veja Rio

a partir de R$ 12,90/mês