Continua após publicidade

Grátis: exposições de fotos e desenhos para conferir on-line

Projeto Rua reúne fotos de Aleta Valente, Luiz Baltar, Thaís Alvarenga, entre outros. Seguidores também podem participar

Por Marcela Capobianco
28 jan 2021, 16h22

Passear por galerias de uma exposição artística é, realmente, uma experiência fascinante. Com menos pompa, é possível aproveitar as exposições on-line para, ainda que não ao lado da obra fisicamente, possamos ser tocados pelo profundo trabalho artístico de um fotógrafo ou artista plástico. Confira duas exposições em cartaz na internet, para apreciar em casa:

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Projeto @rua.

Até 28 de fevereiro, é possível conferir fotos de Aleta Valente, Luiz Baltar, Thaís Alvarenga, Sallisa Rosa e Ratão Diniz. A mostra, totalmente virtual, pode ser acessada pelo Instagram, de acesso livre e gratuito.

Os cinco artistas têm suas trajetórias fundamentadas na reflexão sobre a coletividade e o espaço público, então tiveram a rua como inspiração para as fotos presentes na exposição. E o público também poderá participar, oferecendo sua própria perspectiva da cidade, publicando imagens com as tags #aRuaNoRio e #ProjetoaRua.

+ Coronavírus: idosos já têm data para vacinar

Continua após a publicidade

Cada fotógrafo convidado vai expor seu trabalho no perfil oficial do projeto por uma semana. Com a finalidade de provocar o espectador, o projeto questiona e propõe pensamentos sobre o uso do espaço público, como “o que é a rua?”, “até onde vai a rua?”, “a rua é de quem?”, “que rua queremos?”. A curadoria é de Rony Maltz.

+ Grátis: orla do Leblon ganha intervenção artística de Raul Mourão

Museu de Astronomia e Museu do Índio.

Desenho de uma índia e um homem branco vendo as estrelas por meio de um telescópio
Exposição on-line: Museu de Astronomia e Museu do Índio se uniram em projeto que reúne desenhos de crianças indígenas (Hamabily Rebeca Leme/Divulgação)

As duas instituições lançaram, em parceria, uma mostra on-line com desenhos e pinturas de crianças de algumas etnias indígenas que habitam o Brasil.

Continua após a publicidade

Como será que as crianças e adolescentes indígenas estão observando o céu neste período de pandemia? A partir desse questionamento, surgiu exposição virtual Os Céus dos Povos Originários.

A mostra reúne trinta desenhos e pinturas feitos por crianças e adolescentes entre 5 a 15 anos, integrantes de doze povos indígenas, exibindo seus olhares e percepções sobre o céu. Esses jovens talentos residem em nove estados brasileiros: Fulni-ô (Pernambuco), Guarani-Mbya (São Paulo), Guarani-Nhandeva (Rio de Janeiro), Guarani-Kaiowá (Mato Grosso do Sul), Puri da Mantiqueira (Rio de Janeiro), Manoki e Timbira (Mato Grosso), Tingui-Botó (Alagoas), Tupiniquim (Espírito Santo), Tabajara e Tapuio-Itamaraty (Piauí), Kariri (São Paulo e Ceará) e Pitaguary (Ceará).

+ Programinha Carioca: estudo mostra que telas deixam as crianças mais distraídas

A exposição pode ser conferida neste link.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.