Clique e assine por apenas 4,90/mês

É de Graça

Confira 20 atrações gratuitas para curtir o fim de semana

Por Redação VEJA RIO - 16 fev 2018, 19h51

Monobloco

Fernando Maia/Riotur

Monobloco. Com tema composto por Moraes Moreira, Amor de Carnaval, além de repertório bem pop, a agremiação desfila com 180 batuqueiros pelo Aterro do Flamengo no domingo pós-folia. Domingo (18), concentração às 7h na altura da Praça Luis de Camões; saída às 9h.

› Bondinho do Pão de Açúcar. Comandado pela trupe do Circo Macaco Prego (foto), o festejo inclui desfile de fantasias e contadores de histórias. Avenida Pasteur, 520, Urca. Sábado (10 e 17), 11h às 13h. R$ 20,00 (até 12 anos) a
R$ 40,00. Grátis para menores de 6 anos.

› Fashion Mall. Dentro do shopping, o bailinho é embalado pela Escola de Música do bloco Spanta Neném e vai promover um concurso de fantasias. Estrada da Gávea, 899, São Conrado. Sábado (17), 16h às 19h. Grátis.

Exposições

Effyzzie Entertainment/yemy alade/Reprodução

 A União Soviética Através da Câmera. Imagens de seis fotógrafos na antiga potência comunista. Paço Imperial. Praça Quinze de Novembro, 48, Centro. Terça a sexta, 12h às 19h; sábado e domingo, 12h às 18h. Rebre na quinta (15) e fecha no sábado (17). Grátis. Até o dia 25.

 Ex Africa. Mergulho na arte contemporânea africana. CCBB. Rua Primeiro de Março, 66, Centro. Quarta a segunda, 9h às 21h. Reabre na quarta (14), às 12h. Grátis. Até 26 de março. 

Continua após a publicidade

 Festa Brasileira: Fantasia Feita à Mão. Celebrações nacionais em fotos, artesanato e outras criações. Crab. Praça Tiradentes, 69, Centro. Terça a sábado, 10h às 17h. Reabre na quinta (15). Grátis. Até 31 de março. 

Pintor, desenhista e gravador, o alemão Johann Moritz Rugendas (1802-1858) desembarcou no Brasil pela primeira vez em 1821, encarregado de documentar a Expedição Langsdorff, jornada de investigação científica que atravessou o país. Rugendas se desentendeu com os companheiros, mas seguiu viagem e cumpriu sua missão. Cinquenta de seus pioneiros registros dos trópicos estão na mostra Rugendas, um Cronista Viajante, na Caixa Cultural. O Rio do século XIX aparece em imagens como as três nesta página, toda presentes na mostra. Caixa Cultural. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro. Terça a domingo, 10h às 21h. Fecha terça (13), sábado (17) e domingo (18). Grátis. Até 11 de março.

Sob a temática “linguagens híbridas”, vinte artistas de várias nacionalidades participam da primeira edição da Bienal de Arte Digital. A partir de segunda (5), simpósios, performances e exposições ocupam o Oi Futuro. Entre os criadores convidados, o brasileiro Ivan Henriques exibe tecnologia que obtém eletricidade de bactérias e a inglesa Georgie Grace mostra o provocador vídeo Attention Seeker (foto), estudo sobre o efeito de paisagens artificiais no cérebro humano. Oi Futuro. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 18 de março. Abertura na segunda (5), 19h. Fecha de sábado (10) ao dia 14.

Quatro mostras ocupam o endereço histórico

4.1.1 (Antanas Sutkus/Divulgação)

Continua após a publicidade

 A União Soviética Através da Câmera. Belíssimas fotografias em preto e branco, feitas entre 1956 e 1991, recuperam cenas da potência extinta. Leonid Lazarev, Vladimir Lagrange, Yuri Krivonossov, Vladimir Bogdanov, Viktor Akhlomov e Antanas Sutkus (foto) assinam os trabalhos.

 Hiléia. O processo de impressão adotado por Antonio Saggese chama atenção pela beleza. Suas imagens retratam a Floresta Amazônica em ricos detalhes e são carregadas de misticismo. As obras em exibição, no entanto, revelam poucas variações.

 Flutuações. Resultado do trabalho desenvolvido em dois cursos voltados para a formação de artistas e curadores, a mostra reúne obras de 27 nomes sob a curadoria de outros 23. Algumas criações sobressaem — entram nessa lista as serigrafias de Bruno Awful, objetos de Fábia Schnoor e uma montagem de Diego de Santos.

 Autopoese. Alexandre Dacosta brinca com o potencial das palavras em obras chamadas de poemas-objeto ou poesias gráficas. Bastante originais, as peças se abrem para possíveis interpretações, como o alvo de Furor (foto), e revelam um humor saboroso que flerta com o nonsense.

› Paço Imperial. Praça Quinze de Novembro, 48, Centro. Terça a sexta, 12h às 19h; sábado e domingo, 12h às 18h. Grátis. Até 25 de fevereiro.

 Alucinações à Beira Mar. Medalhões do acervo do MAM em exibição. Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Flamengo. Terça a sexta, 12h às 18h; sábado e domingo, 11h às 18h. R$ 14,00. Grátis às quartas.

 Festa Brasileira: Fantasia Feita à Mão. Celebrações populares inspiram peças de artesanato, fantasias e fotografias. Crab. Praça Tiradentes, 69, Centro. Terça a sábado, 10h às 17h. Grátis. Até 31 de março.

 O Ritmo do Espaço (foto). O metal e seu caráter reflexivo são explorados pelo artista japonês Yutaka Toyota em fascinantes esculturas. Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Flamengo. Terça a sexta, 12h às 18h; sábado e domingo, 11h às 18h. R$ 14,00. Grátis às quartas. Até 18 de fevereiro.

Mudanças climáticas inspiram mostra no Museu do Amanhã

(Érico Miller/Divulgação)

Mudanças climáticas nas Maldivas, na Ásia, modificações na paisagem do Ártico e o que resta da Mata Atlântica brasileira aparecem na mostra Ameaçados — Planeta em Transformação, em cartaz a partir de terça (23) no Museu do Amanhã. Desde 2010 o fotógrafo Érico Hiller percorre o mundo para registrar efeitos da presença humana sobre a Terra. Entre as trinta imagens selecionadas para exibição estão exemplares da série A Jornada do Rinoceronte (foto), convertida em livro no ano passado, denúncia sobre o drama de animais caçados na África e na Ásia. Museu do Amanhã. Praça Mauá, 1, Centro. Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 20,00. Grátis às terças. Até 1º de abril. Abertura na terça (23).

O Treinão Bossa, corrida organizada periodicamente pelo Bossa Nova Mall e pela Runners Club completará um ano de vida na sua 13ª edição, na próxima sexta (24). Com dois percursos – um de 5km e outro de 10km – pelo Centro, o evento distribuirá glitter, sinalizadores e tinta neon aos participantes. O trajeto por pontos famosos, como a Orla Conde, Porto Maravilha e Boulevard Olímpico, e termina no shopping.

Publicidade